Labels

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Eu com você ou eu CONTRA você?


"Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo?" - Amós 3:3

Esta interpretação não é minha, surgiu em um Cabra Macho Sim, Senhor, no site da Vem e Vê TV, quando Caio Fábio e o Mega-Bráulio discutiam sobre relacionamentos conjugais.

A postura de um cônjuge em relação ao outro era o foco. Em um determinado momento, eles disseram que alguns casais pareciam que não se relacionavam “um com o outro”, mas – sim – “UM CONTRA O OUTRO”.

E assim realmente tem sido visto em grande parte das relações, não só as entre marido e mulher, mas também na área profissional, comercial, al al al...

Na área que trabalho (logística) não tenho como coordenar tudo ao mesmo tempo, dependendo de terceiros, exportadores, importadores, parceiros, armazéns, caminhões, terminais de carga, armadores, despachantes, pessoas envolvidas na parte documental e financeira. Todos precisam estar afinados ou – na pior das hipóteses – ao menos esforçados para que um processo flua sem grandes entraves. Todavia, o que se vê é um monte de gente querendo que a coisa dê errada para poder te prejudicar.

São muitos interesses escusos. Parece que querem que você erre para poder colocar outra empresa em seu lugar, para te queimar, para ver você se ferrar. Minha área não perdoa erros. Recentemente, inverti dois dígitos em um documento e fiquei uma semana inteira negociando de joelhos para eu não pagar uma multa de 600 reais para corrigir e reemitir o documento. Quem deveria me atender e negociar a isenção da multa simplesmente se omitiu e disse não ser possível. Um outro funcionário, com muito menos bala na agulha, colocou o dele na reta e conseguiu a isenção.

Este é o ponto. Um executivo de contas que ganha dinheiro sobre nós não se esforçou para isentar. Um funcionário da documentação falou com aquela pessoa que o fulano anterior deveria falar e conseguiu. O primeiro só queria contar as verdinhas, literalmente (trabalhamos em dólares). O segundo prezou a relação de anos e colocou isso em prática.

Nos namoros, a mesma coisa. Nos casamentos, a mesma coisa. Nas famílias, a mesma coisa. Não andamos juntos, parece que queremos (não eu, falo como espécie humana) que o outro erre para ter assunto. Típico de pessoas medíocres. Como diz o ditado, “pessoas inteligentes conversam sobre idéias; pessoas normais conversam sobre coisas e pessoas medíocres conversam sobre pessoas”.

Qual o prato do dia? Cabeça de alguém? Não? Ah não, então não quero... Boas notícias não são notícias, más notícias é que são notícias que se vendem sozinhas e que rendem. Neste nível rasteiro, qual interesse alguém tem em falar que fulano está bem, mais bonito, se formou, casou e é feliz? O que dá Ibope mesmo é que fulano traiu cicrana, o filho de beltrano foi preso, caiu o avião e morreu todo mundo. O povão adora a bagaceira...

Acompanho muito de perto estes dramas. Dentro de minha família, na vida de conhecidos, pessoas se digladiando, lançando os pedaços nos liquidificadores e tomando o suco da infâmia. Vizinhos brigando e todo mundo com o copinho colado na parede para ouvir os detalhes mórbidos ao invés de dobrar o joelho e orar pela paz. Famílias desestruturadas, sociedades doentes, agonizantes...

O pior de tudo é que sabemos que isso seria assim. Na verdade, a tendência é que piore, pois lemos:

“E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará”. – Mateus 24:12

Aos que ainda se importam em conciliar, amar, perdoar, curar, fica o próximo versículo:

“Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo”. – Mateus 24:13

Reações:

9 comentários:

  1. Pastor...

    Interessante este texto hoje...
    Quando eu digo que há uma sintonia tem gente que não acredita.
    Ontem à noite me entristeci muito em saber de que um casal muito amado anda se desentendendo. Fui dormir com isso em mente mas estava tão cheia de coisa na cabeça que não orei. Mas o Espírito Santo me acordou na madrugada só pra eu fazer isso! Foi então que eu dormi em paz, pois antes, ao deitar, o sono estava conturbado e com sonhos meio loucos. Mixxxxtério....
    Bjão!
    R.

    ResponderExcluir
  2. Bispita,

    O pior é que estava com este assunto no pente a vários dias, resolvendo escrever justamente hoje...

    O pior, parte 2, é que eu entrei pra postar e acabei colocando no Café com Leite sem perceber! Atropelei um rascunho seu, me desculpe!

    De resto, a coisa tá feia...

    ResponderExcluir
  3. Que nada, o rascunho fica pra depois...
    Nada é por acaso.
    Aliás, o acaso é de Deus :)

    ResponderExcluir
  4. Tem uma música de um grupo dos bons tempos da Renascer chamado "Louvor, Arte & Cia" que - no refrão - diz:

    "Pois o acaso é
    Na minha humilde opinião
    O apelido que Deus usa
    Quando não quer assinar sua criação..."

    ResponderExcluir
  5. Lindo, lindo!

    Falando em bons tempos da Renascer, um louvor com o qual Deus ministrou meu coração 'dicunforça' qdo da minha conversão, foi "Promessa' da Sônia Hernandes, cantada pelo grupo de louvor da igreja.

    E vc veja como o Espírito de Deus é soberano! Eu nem sabia quem era essa mulher! Inclusive vim ouvir essa canção de sua própria voz muito tempo depois. Prova que Deus age como quer e por meio de quem Ele quer.

    Ainda hoje quando escuto essa canção, (pela interpretação belíssima dela, diga-se de passagem) me constrange o coração ao lembrar da misericórdia de Deus para comigo, me resgatando para Si.

    ResponderExcluir
  6. Como pode este espírito "luciferiano" se infiltrar nas vidas das pessoas, fazendo-as se distanciarem gradativamente do verdadeiro relacionamento com Deus, em troca da mentira mais velha da história da humanidade?

    Saudade dos bons tempos...

    ResponderExcluir
  7. João,
    você sabe e muito bem que curto demais seus desabafos, e já falei pra você que muitas vezes os lí, e me identifiquei tanto que parecia que eles vinham de mim...
    Como você disse muito bem, não é algo necessariamente seu, ou meu, mas do ser humano.

    Você sabe que sou fã de abir o peito honestamente, né? Nisso acredito que você é (dentre nós do Sinédrio) o que melhor o faz.
    Abraços, mano!

    ResponderExcluir
  8. ...é que eu não tenho vergonha de arrear as calças em público, kkkkkkkk!!!!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...