Labels

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Os livros de Jó ainda estão sendo escritos...



“Certo dia os anjos vieram apresentar-se ao Senhor, e Satanás também veio com eles.

O Senhor disse a Satanás: "De onde você veio? " Satanás respondeu ao Senhor: "De perambular pela terra e andar por ela".

Disse então o Senhor a Satanás: "Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e evita o mal".

"Será que Jó não tem razões para temer a Deus?", respondeu Satanás. "Acaso não puseste uma cerca em volta dele, da família dele e de tudo o que ele possui? Tu mesmo tens abençoado tudo o que ele faz, de modo que todos os seus rebanhos estão espalhados por toda a terra. Mas estende a tua mão e fere tudo o que ele tem, e com certeza ele te amaldiçoará na tua face. "

O Senhor disse a Satanás: "Pois bem, tudo o que ele possui está nas suas mãos; apenas não encoste um dedo nele". Então Satanás saiu da presença do Senhor."
- Jó 1:6-12

Procuro não ter uma visão simplista em relação a nada, muito menos sobre eu mesmo. Dentro deste contexto, posso dizer que “me conheço bem”, ao menos o suficiente para saber que não sou o ser humano mais perfeito da terra, mas também não sou o mais sacana. Este "mimimi" de se fazer de modesto soa hipocrisia da pior qualidade e, para mim, tem efeito inverso ao desejado por quem assim se porta (Essas regras têm, de fato, aparência de sabedoria, com sua pretensa religiosidade, falsa humildade e severidade com o corpo, mas não têm valor algum para refrear os impulsos da carne - Colossenses 2:23).

Se estou ciente de minha relação com Deus e com os homens, se estou convicto de quê pouquíssimas vezes agi de forma contrária à ética que foi gravada em meu coração através do Espírito de Cristo que hoje vive em mim, arrisco dizer sem medo de errar que, se prejudiquei alguém, se fui motivo de escândalo ou decepcionei àqueles que me rodeiam, não foi uma atitude perversamente maquinada em meu peito. Posso ter errado e – certamente – erro muito mais do que gostaria, mas minha consciência não permite que eu erre por algum ardil que poderia ter raízes em meu ser.

Muitos cristãos verdadeiros (e eu ouso me colocar no balaio) estão sofrendo situações aparentemente impossíveis de se explicar pela lógica humana. Parece que, ao somar “1 + 1”, o resultado prático em minha vida caprichosamente continua a dar “3” (essa ilustração é a melhor que conheço para explicar isso, desculpe pela insistência nela, rsrs). A conta não fecha, o que era para dar certo dá errado, o que fora prometido não se cumpre, o mau te toca constantemente, a dor insiste em te debilitar, o ímpio continua a prosperar e eu fico no limite da sanidade mental procurando entender esta bagaça e não afundar.

De onde vem tanta angústia? Qual a razão de tanto sofrimento? Será que as contingências da vida são a razão deste caos que impera? Será que dá para tentar reduzir tanto a situação geral somente para tentar encontrar uma explicação que caiba em nosso entendimento? Estou eu procurando uma explicação simplista para tudo isso?

Eu costumo dizer que não aceito um diagnóstico médico quando o "doutor" me diz que tudo o que sofri foi fruto de uma “virose”. Virose o caramba! Quem precisa estudar medicina para dar uma resposta tão boçal para tentar justificar o sofrimento? Muitos aceitam este reducionismo, é até bom para alguns que querem viver com a cabeça enterrada no chão da existência por medo de encarar a realidade mas... EU NÃO!

Não consigo, não me conformo e nem quero me conformar! Não sou gado para ser enviado ao matadouro sem soltar um mugidinho que seja! Não estou procurando respostas fáceis, a vida não permite isso para quem realmente está no campo de batalha. Não estou sentado confortavelmente numa poltrona jogando o vídeo game da vida, estou vivendo, estou sangrando, estou sofrendo e está doendo!

Mesmo tendo chegado até aqui, confesso que tenho receio de abrir a caixinha de ferramentas e mostrar tudo o que penso. Por outro lado, sei que outros estão vivendo o mesmo tipo de situação. Os livros de Jó continuam a ser escritos todos os dias, as apostas continuam a ser feitas, nossa vida é, como diz as Escrituras...

“...Porque me parece que Deus nos colocou a nós, os apóstolos, em último lugar, como condenados à morte. Temo-nos tornado um espetáculo para o mundo, tanto diante de anjos como de homens. Nós somos loucos por causa de Cristo, mas vocês são sensatos em Cristo! Nós somos fracos, mas vocês são fortes! Vocês são respeitados, mas nós somos desprezados!

Até agora estamos passando fome, sede e necessidade de roupas, estamos sendo tratados brutalmente, não temos residência certa e trabalhamos arduamente com nossas próprias mãos. Quando somos amaldiçoados, abençoamos; quando perseguidos, suportamos; quando caluniados, respondemos amavelmente. Até agora nos tornamos a escória da terra, o lixo do mundo.”
- 1 Coríntios 4:9-13

É exatamente isso o que sinto, e longe de mim me colocar como apóstolo (eu ein)! Na verdade, isso serve para todos os cristãos que estão com suas anteninhas viradas constantemente para o Senhor, não somente para os apóstolos. Minha vida é espetáculo diante de anjos e homens. O diabo insiste em pedir mais e mais espaço para “provar” que a visão que ele tem de mim é a correta, não a visão que Deus tem de mim. No meio dessa aposta lá estou eu, igual camarão entre a rocha e a onda...

Eu, porém, sei que não consigo nem imaginar como isso tudo vai ficar. O caos está se expandindo exponencialmente e praticamente ninguém está se dando conta! Está sendo “natural” ver tudo o que acontece no mundo, desde que não aconteça “comigo”! A desgraça? Na casa do cara que vive na Cochinchina! A peste? Lá pra pqp, aqui não! Basta poder ser visto na TV com aquela curiosidade mórbida, apenas para “ter assunto” entre os urubús, tendo a opção de mudar de canal e fazer de conta que nada está acontecendo!

Só que não é assim que a banda toca. O dia mau chega e chega pra todo mundo. Um dia vai cair O SEU teto, e não apenas o teto do fulano que mora no barraco do outro lado do planeta. Um dia a doença e a morte chegam, e não se tratará mais de um dado estatístico. Os dias são maus e não dá para se iludir. Temos que estar preparados:

"Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo." - Efésios 6:13

Não sei nem como acabar este texto, meu livro ainda está sendo escrito...

Reações:

10 comentários:

  1. Nada de ponto final, melhor reticências...

    ResponderExcluir
  2. Esse é o tipo de texto que provoca (pelo menos em mim), só vontade de ler. E ler novamente. Não consigo comentar...

    ResponderExcluir
  3. Rapaiz..muito bom o texto...massss, um conselho...aparta-te dos palavrões.

    ResponderExcluir
  4. É anônimo, ando meio de boca suja, preciso me policiar mais. Deus tenha misericórdia de nós... abraço!

    ResponderExcluir
  5. Deus nos prova para nos mesmos. Nos nao sabemos o quanto ruim somos. Se fossemos bons nao precisaríamos de um salvador.
    Ele nos conhece. Nos nao nos conhecemos e nos achamos coisa boa. Não somos.
    Achar que 1 mais 1 e igual a 2 e esquecer que nos somos devedores de um milhão. Por isso e normal que o nosso esforço não resulte em nada. Porque nao merecemos afinal nada mais do que o inferno.
    abraco. Thiago

    ResponderExcluir
  6. João:


    Deus age de maneira misteriosa. Seu texto, que acabei de ler "caindo de pára-quedas" em seu blog, reflete exatamente como me sinto... Há dias, como hoje, que sinto tanta angústia que só mesmo a misericórdia divina para me fazer levantar e continuar a caminhada.

    ResponderExcluir
  7. Querido Wagner, bom dia meu irmão!

    Obrigado por sua visita. Que o Senhor nos traga alívio, em Nome de Jesus, pois sabemos que está cada dia mais difícil ficar com a cabeça fora dágua...

    Abraço!!!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...