Labels

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Diabo? Eu é que não presto!


Alguma vez em sua vida você já assumiu um compromisso com você mesmo e não conseguiu cumprir? Estipulou prazos para abandonar alguma prática errada, jogou fora coisas que te faziam mal e depois revirou as latas do lixo arrependido pelo ato tomado de maneira consciente, mas que ia contra sua natureza caída? Já prometeu que começaria uma dieta na segunda-feira, apenas não estipulando de qual mês e ano, disse que começaria a desenvolver alguma atividade física e a preguiça te manteve preso em casa, fez votos com Deus de que abandonaria práticas pecaminosas como o adultério, a prostituição, a fornicação, a maledicência, ira ou alguma outra coisa, sempre aos prantos, e ao sair do ambiente emocionalmente religioso viu que ‘a porca’ voltou a rolar e se chafurdar na lama?

Pois é. Eu já fiz isso dezenas, talvez centenas de vezes.

Por que será que trato meu corpo, que teoricamente deveria ser o Templo do Espírito Santo, com todo tipo de coisas que certamente me trará sofrimento, dor e morte? Vícios, falhas morais, promessas não cumpridas. E o pior é que o diabo fica super feliz em me ver fazendo compromissos que ele destacará seus piores demônios para que eu não consiga cumprir.

Espere. Deixe-me ser honesto: Uma vez o Caio Fábio falou: ‘Deixa o diabo tentar a gente, coitado! Este é o papel dele’. E é bem isso. Minha natureza, minha carne é que é voltada para o pecado. Eu é que não valho nada! Nem precisa mandar demônios. É só soltar o freio que a jamanta desce a toda velocidade em direção ao precipício.

Me olho no espelho e vejo que pareço muito com um morador de rua que costumava ver perambulando pelas ruas de São Paulo, com o cabelo todo sujo, roupas imundas, um cheiro insuportável e CHEIO de coisas que ele encontrava pela rua amarradas ao seu corpo, como sacos plásticos, garrafas, pedaços de papel ou qualquer outra coisa que ele encontrasse pelo chão. Por que me apego a coisas que não tem valor nenhum, e que apenas me atrapalham em minha carreira cristã?

Estou em luta neste momento. Tenho inúmeras áreas de minha vida que preciso mudar. Não estou recebendo nenhuma cobrança de Deus, sinto que Ele tem sido paciente comigo. Eu é que estou cansado de repetir os mesmos erros que cometi durante toda a minha vida. Quero ser melhor. Mas não quero ficar limitado a uma simples regra imposta a mim mesmo. Na quero nem vou fazer votos de tolo para depois não cumprir. Vou crescer, avançar.

Quero me sentir mais leve, lançar todo meu fardo aos pés da Cruz, lavar meu corpo e minha alma, colocar roupas alvas e estar preparado para ir onde Deus quer que eu vá, sem ter nada que tenha que esconder. Não vou cair em legalismo, apenas tenho que amadurecer, abandonar as práticas infantis e que somente me trouxeram dor, vergonha e sofrimento, pois agora sou homem. Não quero continuar trilhando pelos mesmos caminhos que trilhei até aqui. Por que é tão difícil ser melhor? Por que será que meu caráter é tão fraco?

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...