Labels

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Não perca seu tempo lendo este texto


Ai que moleza... lá fora está 40 graus e estou em meu momento de ‘depressão pós almoço’ (DPA). Não estou a fim de fazer nada. Não estou a fim de ir pra praia, pois a areia deve estar muito quente. Também não estou a fim de ficar aqui no escritório, apesar do ar condicionado estar no talo. Queria estar debaixo do chuveiro, de morno para frio, sentado no chão e deixando a água cair em mim.

Ou então dentro de uma piscina. Queria ser um peixe. Não, isso parece música do Fagner. Nada contra o Fagner, mas ‘queria ser um peixe’ é muito gay. Ou não. O problema seria querer ser uma ‘peixa’.

Sei lá, esta combinação de DPA com o calor está me deixando mole. E meu almoço foi super leve, não comi nada demais. Aliás, tenho comido apenas comida de passarinho ultimamente. Farelo de trigo, linhaça, levedo de cerveja, açúcar mascavo, aveia, saladas, carnes grelhadas. Não era para eu estar tão mole.

Deve ser por que é sexta-feira, 44 minutos do segundo tempo. Daqui a pouco vou ter que pegar um ônibus para o Recreio dos Bandeirantes, e pegar ônibus no Rio de Janeiro exige muito esforço. Os motoristas não respeitam NADA, nem NINGUÉM. Você dá sinal quase se jogando na frente do ônibus, e o bendito motorista para a uns 200 metros de onde você deu sinal, isso quando param.

O que poderia me fazer feliz agora? Talvez um pote de sorvete e uma colher. Sentar no chão e tomar o pote inteiro. Dois litros. Ou uma melancia cortada ao meio. Iria realizar um sonho de infância: enfiar a cara dentro da melancia. Deve ser uma delícia. Bem geladinha, ficar todo lambuzado. Dormir com a cara dentro da melancia. Será que melancia faz bem pra pele?

Gente, estou com muito sono. E quando eu estou com sono eu falo muita abobrinha. Comecei a escrever vários assuntos sérios, mas só estou conseguindo falar palavras sem sentido. Maldita preguiça. São 15:12hs. Faltam 6.480 segundos para eu meter o pé. Meter o pé no Rio de Janeiro significa ir embora, dar linha, vazar. Continua 40 graus lá fora. Estou cozido.

O que faço? Publico este texto? E o que você está fazendo lendo este texto? Não tenho absolutamente nada a dizer, apenas quero escrever.... ô vício!!!!

Reações:

1 comentários:

  1. Cara, só tenho uma coisa pra dizer: profundo! rs... tô brincando. O texto fala muito sobre você. Legal isto. Mas fala sério... embora eu seja viciado em sorvetes, sentar com um pote de dois litros no chão com uma colher não fica parecendo aquelas gordinhas deprimidas porque ninguém quer namorar com elas? rs... tô enchendo! Também não tenho nada pra fazer. Também não tenho nada pra dizer... e não... isto tbm não é música. Abraços

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...