Labels

terça-feira, 17 de novembro de 2009

Estou revoltado!

Revolto-me com certas pessoas que usam o fato de você ser cristão para tirar vantagem de você. Não gosto de sentir esta raiva dentro de mim. “Mas se você é cristão, como pode estar sentindo raiva?” dirão alguns. É que dentro de mim existe o homem espiritual, mas também o homem natural. E nenhum dos dois é hipócrita. Sou fraco, falho e me canso muitas vezes. Preciso dar andamento a muitas coisas, e dependo de outros para as colocar em prática.

Fico impotente e vejo que aqueles que deveriam fazer sua parte agem como que zombando de minha impotência. Tenho vontade de levantar e colocar o dedo na cara de certas pessoas, que posam de bons moços mas são verdadeiras víboras.

Agem como aquele escorpião que pediu para o sapo ajudá-lo a atravessar o rio. O sapo, mesmo conhecendo seu inimigo escorpião, foi convencido de que o escorpião não seria estúpido o suficiente para picá-lo durante a travessia. Deixou o fulano subir em suas costas e, no meio do rio, o escorpião não aguentou e o picou. Antes da morte do sapo, este virou-se para o escorpião e perguntou: "Por que fizeste isso? Eu morrerei, mas tu também morrerás!" No que o escorpião respondeu: "Não posso fazer nada, esta é a minha natureza..."

Não se controlam, picam mesmo. Ferroam você por trás. Estão no mesmo barco, mas te invejam tanto que não temem se prejudicar, desde que com isso te arrastem para baixo. Isso é demoníaco, só pode ser. O maldito, sabendo que pouco tempo lhe resta e não tem opção de mudar sua situação, agem como se descobrisse que tem um vírus incurável e procura contaminar o máximo de pessoas possíveis ao seu redor. Não ganham nada com isso, apenas são instrumentos de Satanás, espalhando destruição ao seu redor.

Falei de natureza. Falei de ser humano, em todos os sentidos. E por falar em natureza, eu não gozo da mesma natureza do escorpião. Suporto as ferroadas, me resigno. Sei que na hora que reagir será ponto final. Por isso me seguro. Não gosto de jogar merda no ventilador, mas estou com muita vontade de fazê-lo. Clamo a Deus por justiça. Peço a Deus misericórdia, fico dividido. O que posso fazer? Fingir? Não, não é isso. Não se assustem comigo, isso é apenas um desabafo. Se não escrever sou capaz de desenterrar o velho homem só por alguns minutos para colocá-lo em ação.

Este mundo jaz no maligno, e alguns momentos me canso de estar aqui. Lembrei-me do desabafo de Jonas 4:9:

Mas Deus disse a Jonas: "Você tem alguma razão para estar tão furioso por causa da planta?" Respondeu ele: "Sim, tenho! E estou furioso ao ponto de querer morrer!".




Maranata Jesus!

Reações:

2 comentários:

  1. Meu querido, conheço tantos destes escorpiões... A ira não é pecado. Pelo contrário. Somos desafiados a este senso de indignação assim como Cristo no templo diante de tantos cambistas que exploravam os fiéis. Os impediam de se achegar a Deus e os extorquiam, sugando-lhes tudo que tinham em nome de Deus. Parece familiar? A mim sim! É tempo dos verdadeiros filhos se levantarem e gritarem sua indignação contra os falsos profetas. Maranata! Este é teu tempo Senhor!

    ResponderExcluir
  2. Cara, às vezes até tenho 'medo' de escrever este tipo de coisa e escandalizar...

    Ao mesmo tempo sei que TODOS são assim, e não me importo de me expor para mostrar que somos seres humanos normais, não nos tornamos robozinhos que agem apenas sob o controle remoto divino...

    Estou em paz, apesar da 'raiva'... aquela paz que excede todo o entendimento.

    Obrigado por me entender, rsrs

    Abraço e continue em frente brother!!!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...