Labels

sexta-feira, 14 de maio de 2010

A escuridão e o reencontro com a esperança...


Existem dias que são tremendamente sombrios. Dias os quais gememos de dor e frustração mediante a impotência em fazer com que os fatos que são despejados em nossas vidas tomem uma direção que traga um mínimo de esperança, momentos que a angústia e dor nos consomem lentamente, como que estivéssemos imersos nas profundezas dos piores pesadelos.

Nada específico, apenas uma má notícia aqui, um cliente perdido lá, outro revés acolá. Pequenos algozes que sozinhos não teriam poder de debilitar ninguém, mas que por pura malícia agrupam-se e atacam todos ao mesmo tempo, minando suas resistências.

A cada golpe tentamos esboçar uma reação, golpeando cegamente o inimigo, mas este é ao mesmo tempo ágil e pegajoso, imparcial às suas tentativas de revide. Ele parece gozar de nossa cara a cada gemido de dor e frustração. Começa a agarra-se ao nosso corpo como sanguessugas. Sentimos que não teremos força de continuar lutando.

O ar torna-se pestilento e sulfuroso, a respiração fere nosso interior com toda podridão destes algozes, descem como gatos (amo gatos, todos sabem, apenas ilustro o que me vem à mente) com unhas armadas, escorregando e rasgando, deixando feridas interiores. Sentimos vontade de acabar com tudo. A hora sombria não passa, o sol é subjugado pelas sombras de nuvens carregadas de lamentos e ais.

Será que nesta hora sombria não temos refúgio em lugar algum? Quem virá ao nosso socorro?

Primeiramente aconselho que num momento desses nunca se perca a esperança. Continue crendo em Deus, continue crendo na vida, como diria Raul Seixas. Não ceda um milímetro à pressão dos acontecimentos. Se nossos inimigos querem nosso sangue, terão nosso sangue só no fim. Se quiserem nossos corpos, só se estivermos mortos, só assim; também muito bem dito pelo Titãs.

Em segundo lugar, nunca desista. Quem o fará pensar em jogar a toalha é o próprio sinistro. Tentará expor sua pequenez e limitação, mentirá dizendo que você não é digno de misericórdia e por isso nenhum anjo será enviado a seu favor pelo Todo Poderoso. Falará que você é pequeno, inútil e desprezível. Fará de tudo para te vencer pelo cansaço.

Lembre-se das palavras de Jesus em João 16:33b, que parafraseada por mim alerta que “no mundo teremos tribulações; mas que devemos ter bom ânimo, pois ELE venceu o mundo’.

Lembre-se também do Salmo 121, que diz “elevo os meus olhos para os montes; de onde me vem o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra. Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não dormitará. Eis que não dormitará nem dormirá aquele que guarda a Israel. O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua mão direita. De dia o sol não te ferirá, nem a lua de noite. O Senhor te guardará de todo o mal; ele guardará a tua vida. O Senhor guardará a tua saída e a tua entrada, desde agora e para sempre”.

Paulão também falou aos Romanos no cap.8:18-28 que "tenho para mim que as aflições deste tempo presente não se podem comparar com a glória que em nós há de ser revelada. Porque a criação aguarda com ardente expectativa a revelação dos filhos de Deus. Porquanto a criação ficou sujeita à vaidade, não por sua vontade, mas por causa daquele que a sujeitou, na esperança de que também a própria criação há de ser liberta do cativeiro da corrupção, para a liberdade da glória dos filhos de Deus. Porque sabemos que toda a criação, conjuntamente, geme e está com dores de parto até agora; e não só ela, mas até nós, que temos as primícias do Espírito, também gememos em nós mesmos, aguardando a nossa adoção, a saber, a redenção do nosso corpo. Porque na esperança fomos salvos. Ora, a esperança que se vê não é esperança; pois o que alguém vê, como o espera? Mas, se esperamos o que não vemos, com paciência o aguardamos. Do mesmo modo também o Espírito nos ajuda na fraqueza; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inexprimíveis. E aquele que esquadrinha os corações sabe qual é a intenção do Espírito: que ele, segundo a vontade de Deus, intercede pelos santos. E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito".

Pronto. Estou melhor. Estava atravessando profundas agonias, e ao escrever a respeito recebi novo ânimo. Creio que Deus quer falar com mais pessoas a respeito dessa hora sombria...

Reações:

1 comentários:

  1. Pois é, meu amigo...

    Parafraseando o Paulão ( como vc diz rs) "se a nossa esperança em Cristo se limita apenas a essa vida, somos os mais infelizes de todos os homens".

    Essa nossa luta não é uma luta inglória.

    Bjss

    R.

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...