Labels

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Lá vem o acampamento.... ai!!!!!



“E sabemos que todas as coisas concorrem para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. – Romanos 8:28

Estou numa ressaca de sono que não é brincadeira.

De ontem para hoje fiz uma polissonografia, aquele exame que você dorme numa clínica, cheio de catéteres colados na cabeça, queixo, peito, barriga, pernas. Além destes "espinhos na carne" chamados de catéter, ainda colocam um treco com uma luzinha vermelha no dedo da mão para monitorar os batimentos cardíacos. Demora para acostumar com o desconforto. De quebra, você é monitorado por câmeras durante a sua “noite de sono” para verificar seu movimentos, para ver se você fala dormindo, se se movimenta muito.

Super agradável. Não dormi NADA a noite inteira (o cara da sala ao lado conseguia roncar mais que eu...). No máximo me distraía por alguns minutos e “voltava ao corpo” dando um tranco, igual àquelas pessoas que cochilam sentadas e tentam disfarçar que deram uma dormidinha. De manhã tive coragem de me olhar no espelho. Parecia o personagem daquele filme de terror, o Hellraiser... misericórdia!



Apesar de toda esta "tribulação", tive um final de semana maravilhoso. Fiquei bastante tempo com minha mulher, passeamos, fizemos comida, ficamos juntinhos, assistimos pelo Multishow parte do show do Rage Against the Machine no Festival SWU (romantico né?), fomos à Igreja. Foi muito bom.

Na volta da igreja, descemos um ponto antes de casa para caminharmos um pouco pela orla. Sentamos em uma barraca à beira mar e ficamos ali, matando um pouco do tempo e pensando sobre a vida.

Voltei a olhar o mar que vejo todo dia com os olhos que tinha quando me mudei para o Recreio dos Bandeirantes. O mar agitado, muitos surfistas, a Pedra do Pontal. Lembrei-me de quanto fiquei grato a Deus pela oportunidade de morar ali.

Nisso, comecei a sentir uma certa sensação de insegurança. Mas não insegurança ligada a algum tipo de medo. Insegurança literalmente. Parecia que o chão estava querendo sair debaixo de meus pés, como se estivesse para começar uma nova fase em minha vida.

Isso costuma acontecer comigo, como se fosse um aviso. Falei para minha mulher o que estava sentindo. A sensação era a de quê estava por começar um novo capítulo de minha história. Sei que parece vago. Afinal de contas, cada novo dia é uma página em branco a ser escrita.

Honestamente, acho que sei a razão. Domingo passado, o Pr. Pedrão nos chamou ao final do culto e nos intimou a irmos ao acampamento “Restaurando Vidas”, que será entre os dias 15 e 18 de Outubro aqui perto (São Conrado). Quando ele disse “estou escolhendo os casais A DEDO e quero que vocês participem" nós dois sentimos muito forte tanto a autoridade pastoral quanto a presença de Deus.

Qualquer outro pastor que falasse daquele jeito conosco ficaria à ver navios. Mas não os pastores da CBRio. São homens de Deus, comprometidos com a Palavra, que conseguem demonstrar o AMOR de Deus através da vida deles.

O lance é que a gente se acostuma com as zonas de conforto e acaba caindo em formalismos, por mais que não percebamos. Através dos olhos do Pedrão, senti que a chapa vai esquentar. Deus quer algo mais através de nossas vidas... Ai!!!!!

Mudar é ruim, mas é necessário. Costumamos ficar em nossa zona de conforto, apenas esquentando banco de igreja, mas há momentos que Deus quer fazer um upgrade em nossas vidas. De certo, apenas uma coisa: Deus está no controle total de minha vida, e Ele tá querendo ter um particular comigo.

Depois conto como foi....

Reações:

4 comentários:

  1. Hey John, poucas vezes na minha vida ouvi chamados com tanta autoridade mas que viessem realmente de Deus. Sempre me decepcionei no final... Se você sente realmente ser um chamado de Deus, vá com fé, espero que você se encontre com Deus.

    Eu sei o que é esta insegurança, é a sensação de estar sozinho no mundo cruel sem apoio algum, livre para morrer à vontade, e que só Deus pode fazer algo. É loucura!

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir
  2. Exatamente isso!

    Parece que o chão sai debaixo dos pés... você avança na marra, pois sabe que se não andar afunda.

    Tem mais coisas rolando fora isso, principalmente na área profissional, mas preferi não falar por saber que 'outras pessoas' de vez enquando fuçam aqui...

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. J.C.

    "Ele tá querendo ter um particular comigo"

    Essa intimidade é pessoal e intransferível. Não dá pra explicar. Não dá pra fugir. Não dá pra não ser.

    Vai fundo, irmãozinho! :)

    bj

    R.

    ResponderExcluir
  4. Bispa, "tô-cum-medo"!!! rrs

    Brincadeira... na verdade sou muito caseiro e tenho preguiça de ir a estes acampamentos. Mas estou sendo irresistivelmente arrastado para este!

    Beijo!

    JC

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...