Labels

domingo, 29 de maio de 2011

Ajuda...


Este está sendo talvez o post mais difícil que já escrevi...

Quem já me conhece sabe que eu sou muito louco, pessoal ou virtualmente falando.

Nunca aconselhei ninguém a seguir meu blog. Já falei diversas vezes que aqui é PERIGO - CORRENTEZA...

12:44. Acabei de deixar pronta no forno uma costela de cordeiro assada. A Cilene está dormindo por ter acordado muito cedo e "arregado". Fui na varanda fumar um Marlboro (vicio maldito que ainda não consegui me libertar por pura falta de vergonha na cara e não odianta orar por ser FALTA DE VERGONHA NA CARA MESMO). Já tomei vinho e estou esperando ela acordar para almoçarmos.

Na varanda, vi uma senhora de mudança entrando apoiada no braço de alguém que possivelmente deva ser a filha desta senhora...

Imediatamente me lembrei de minha mãe. Ela sempre foi muito dependente financeiramente de meu pai e - com o tempo - dos filhos. Por várias vezes ela me ligou, depois de eu ter casado, pedindo ajuda financeira para honrar com compromissos básicos como compra gás, pagamento de contas de luz, água ou alguma outra conta atrasada.

Sempre que pude ajudei. Outras vezes - confesso - até podia mas não ajudei...

Numa dessas, já morando no Rio, minha mãe me ligou e pediu ajuda para pagar algo que não me lembro exatamente o que era.

CONFESSO que até podia ajudar mas, baseado no fato de meu antigo casamento ter acabado pelo fato de minha ex ter argumentado (entre outras coisas) que eu preferia ajudar minha família (pai e mãe, entendam) do quê pagar em dia nossas contas, eu tinha deixado contas pessoais atrasarem e ela não aguentava mais... como consequência, ela não aguentou a pressão e teve um AVC logo em seguida e que a levou à morte, 5 meses depois, algo que carrego comigo até hoje...

Ontem de manhã (sábado, 28/05), eu saí de manhã para fazer uma prova de anatomia na faculdade quando fui parado no meio da rua por um mendigo. Ele se apresentou e disse que me conhecia de me ver constantemente na área. Ao redor dele, vários outros mendigos estavam se abrigando da chuva e do frio. Um deles me pediu um cigarro.

Ao falar isso eu achei estranho mas não demonstrei a ele. Apenas ouvi...

Ele se explicou, dizendo que sempre me via passando por ali e me viu com camisetas do Jethro Tull, The Smiths e Tin Lizzy, bandas de rock, e ele também curtia rock.

Estava na rua por ter vindo pro Rio por e não ter "dado certo". Era paulistano e estava morando na rua por ter "calculado errado" o que poderia acontecer aqui. Como ele mesmo disse:

"Cara, olha onde eu estou morando! Em SP, eu morava no Capão Redondo (um bairro pobre e considerado perigoso em SP) mas era mecânico e tinha meu trabalho! Me ajuda a voltar para São Paulo!"

Eu, imediatamente, me lembrei de minha mãe pedindo ajuda numa época que até poderia ter ajudado e disse que não podia...

Falei para ele que o ajudaria quando fosse possível. Ele quer voltar para São Paulo pois lá ele tem como recomeçar a vida dele decentemente. O nome dele é Ramiro (ou Ramirez, não lembro ao certo) e precisa de uma passagem para a capital Paulistana.

Já passei por uma situação parecida antes, inclusive postei sobre o assuntoAQUI, e na época, um amigo meu, dono de uma loja na Galeria do Rock em São Paulo, (ai que saudade!!!!!!!!!) ajudou financeiramente e eu pude levá-lo até a rodoviária do Tietê, colocando-o num busão de volta à sua casa (não deixe de ler o link acima...).

Sem mais delongas, quero tirá-lo das ruas desta cidade antes que seja tarde. Se tendo endereço fixo já é foda morar aqui na "Cidade Maravilhosa, imagine emtão para um "recém mendigo"!

Qeum quiser ajudar finaneiramente me mande um email. Só quem sabe meu email faça isso...

Estou meio mal ao falar disso mas, ao mesmo tempo, não é uma bênção que só eu devo participar...

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...