Labels

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Discernimento


“Mas quando os prenderem, não se preocupem quanto ao que dizer, ou como dizê-lo. Naquela hora lhes será dado o que dizer, pois não serão vocês que estarão falando, mas o Espírito do Pai de vocês falará por intermédio de vocês”. – Mateus 10.19-20

“Procure apresentar-se a Deus aprovado, como obreiro que não tem do que se envergonhar e que maneja corretamente a palavra da verdade”
. – 2 Timóteo 2.15

(Desde já direi que estou tirando dois textos de seu contextos diretos e fazendo uma gororoba doida, pois eles são aparentemente antagônicos entre si. Só quero que entendam que não viso utilizá-los como pretexto para criação de alguma doutrina sem pé nem cabeça.)

Vou escrever sobre algo que desde muito tempo atrás eu notei nas (diversas) denominações que passei: O pastor deve preparar ou não sua mensagem com antecedência?

Minhas ponderações poderão soar meio simplistas mas – à grosso modo – se costuma dizer que os cristãos mais “espirituais”, “pentecostais” (sou ambos, sem estar nos extremos!) defendem que o pastor não pode preparar sua mensagem com antecedência pelo fato dele não saber quem estará na igreja na hora em que ele estará ministrando a palavra.

Isso se deve ao fato de que o pastor poderá estar pregando e, num determinado momento do culto, alguém em especial estará precisando de uma palavra específica para sua realidade. Com a mensagem pronta, o pregador estará engessado e não terá esta espontaneidade em dar uma guinada no que ele estava pregando para atender esta necessidade específica.

Por muitos anos acreditei piamente desta forma, até o dia em que comecei a notar que certos pastores ("pentecostais" como o Gondim ou "tradicionais" como o Pedrão), traziam o esboço de sua mensagem pronta e começava a despejar fogo do céu na minha cabeça ou na cabeça de algum visitante que estivesse pela primeira vez na igreja. Cansei de ver isso acontecer e ficava intrigado com aquilo.

Oras, se a mensagem estava pronta desde a quarta-feira para ser pregada no domingo e eu convidei uma pessoa para ir à igreja na quinta, como aquilo poderia acontecer?

Passaram-se os anos, vi e vivi muita coisa desde que iniciei minha caminhada com Cristo e comecei a entender o que se passava. Na verdade é algo tão simples que pode soar ridículo, mas estou a fim de escrever sobre isso desde a mensagem de domingo passado na CBRio, ministrada pelo Pr. Pedrão. Para isso, se faz necessário que eu conte o que aconteceu na véspera do Natal.

Um casal muito amigo nosso aqui do RJ ficou muito triste com nossa mudança de apartamento. Éramos vizinhos de porta no antigo prédio em que morávamos e estávamos alguns dias sem nos ver desde a mudança. No dia 24 pela manhã, mesmo sem estar com muita grana no bolso, resolvemos comprar uma pequena lembrança para eles para que a data não passasse despercebida.

Após embrulharmos os dois presentes, ligamos para eles para combinarmos de ir a seu apartamento. Eles estavam fazendo compras e disseram que nos ligariam assim que chegassem em casa. Ao chegarem, ligaram chamando a gente para passarmos o Natal na casa do irmão de nossa amiga, homem super influente e bem relacionado com a nata da sociedade carioca. Já o conhecia, mas este tipo de situação não me atrai. Como a Cilene que tinha atendido o telefone e já tinha falado com ela por alguns minutos antes de me passar, peguei o bonde andando, com as mãos sujas do rango que estava preparando.

Ao atender ao telefone (estava preparando nossa “ceia”: batatas assadas recheadas; depois passo a receita), fui intimado a ir com eles. A fim de ir eu não estava mas pensei que a Cil tinha acertado tudo. Concordei e devolvi o telefone, à esta altura todo sujo de bacon das minhas mãos. Elas conversaram mais alguns minutos e desligaram. Ao desligar, a Cilene me disse: “amor, amanhã eu estou de plantão no hospital, tenho que acordar às 5:30h! Não dá para ir, por quê você disse que iríamos?”

Adoro quando isso acontece: Literalmente “telefone sem fio”. Disse que tinha entendido que ela já tinha acertado de ir ao jantar hiper-mega-blaster sofisticado e por esta razão concordei em ir. Depois de “conversarmos” a respeito, decidimos voltar atrás e dizer que não iríamos. Pegamos imediatamente os presentes e fomos à casa deles antes do horário que passariam em nossa casa (sou estrategista, li muitas vezes “A Arte da Guerra”, risos...) para pegarmos eles antes de criarem mais expectativas.

O que não esperava é que eles tiveram o mesmo “feeling” e estavam vindo para nossa casa! Nos encontramos literalmente no meio do caminho e decidimos voltar ao nosso apartamento. Conversamos, demos risada, tomamos vinho e, às 22:30h, eles falaram: “Vão trocar de roupa!”. O grosso que aqui vos fala disse: “Gente, desculpe mas nós não vamos, a Cilene trabalha amanhã de manhã”.

Eles ficaram de queixo caído. Eu sou f%$#@! cara, quando digo não é NÃO. Expliquei o desencontro de informações, o problema da Cilene ter que acordar cedo mas eles (na verdade ELE, o marido dela quem insistia mais) estavam batendo forte e colocado para irmos na festa. Disse que o prefeito estaria lá, disse que a varanda do cara era gigantesca, que seria isso, aquilo e aquilo outro e eu simplesmente dizia: “Não dá gente, não vamos...”

Um determinado momento ele começou a falar: “João, este apartamento que você alugou não vai cair (no Recreio muitas obras não são legalizadas, depois explico), já falei com conhecidos na prefeitura e ela está legalizada. O Eduardo Paes vai estar lá, vamos pegar por escrito dele que este prédio não vai cair. Vou vender um apartamento meu e vou comprar este apartamento para você de presente! ” Nesta hora caiu a ficha e fui mais enfático: “Cara (estou evitando escrever o nome dele), nós não vamos, não dá..”

Ele mudou a estratégia e começou a falar: “João, era para estarmos lá desde as 22 mas viemos aqui para levar vocês. Vocês vão!”

À medida que ele “argumentava” eu discernia algo maior e mais pesado no ar. Convencido de que aquela não era a vontade de Deus (peguei pesado né?) disse: “Cara, não faz isso, não insista mais. Agradeço o convite mas não podemos aceitar. A Cilene tem compromisso amanhã.”

Peguei os dois presentes e dei a eles. Ele disse que nem ia abrir o presente. Estava transtornado. Fiquei muito, MUITO triste com a postura que este meu amigo teve. Quando saíram, senti que havia sido travada uma batalha e que Deus tinha nos dado vitória. Estava arrepiado e aliviado, apesar de emocionalmente arrasado.

Subimos ao nosso apartamento. Peguei uma taça de vinho, fui até a cozinha e acabei de preparar nossa modesta e deliciosa ceia de Natal. Coloquei a mesa na varanda, acendemos uma vela (que há mais de dois anos esperava um momento especial para ser acesa, tadinha...), pegamos nossas taças e brindamos. Como sempre costumo fazer, SEMPRE que brindo com vinho parafraseio o que nos foi ensinado pelo Senhor: “Em memória de Jesus, até que Ele venha” (aprendam com o pastor João, risos...).

Comecei a chorar. A presença de Deus era muito forte. Critiquem-me a vontade, mas ficou claro para mim que tínhamos acabado de receber um livramento de Deus. O que iria acontecer exatamente eu não sei, só sei que era para estar só eu e minha pretinha na varanda virando o dia 24 para o dia 25 de Dezembro de 2010 a sós com Ele.

Meu amigo não se deu conta, mas agiu exatamente como o diabo que Paulo Coelho diz ter encontrado no Caminho de Santiago de Compostela na forma de um menino que se apresentou pedindo para ele devolver sua bola. No início pediu, depois chorou, ao final ameaçou (costumo dizer que até um relógio parado duas vezes por dia está certo, aliado ao “provai de tudo, retém o que é bom” das Escrituras).

Caramba! Dei a volta ao mundo com o que aconteceu só para concluir com meu raciocínio inicial: Isso aconteceu na véspera do Natal, sexta feira. Domingo, estava na CBRio e o Pedrão pregou muito. Nem lembro de tudo o que ele falou, mas uma coisa marcou profundamente meu espírito. Ele disse:

“Em 2011, de todos os dons que o Espírito pode nos presentear, peço à Deus que Ele conceda a todos nós o DISCERNIMENTO. Que ouçamos alguém falar conosco e, no mesmo momento, possamos dizer para nós mesmos: Não, isso não vem de Deus, não é Ele que está falando comigo...”


Mensagem preparada com antecedência (o Pedrão manda email com os títulos das mensagens que serão pregadas antes de chegar o fim de semana), falando de algo que aconteceu depois que ele as preparou. Pedrão, Batista até os ossos, não pentecostal...

O que quero dizer com isso? Simplesmente que o homem finito e limitado prepara sua mensagem, mas quem o influencia é o Espírito Santo de Deus. Por acaso, Ele é eterno e já sabe o quê falar para quem Ele já sabe que estará na igreja naquele dia.

É assim que eu creio.

Reações:

29 comentários:

  1. Cara,
    te dizer...
    é assim que creio tb!

    Nós os pentecostais (ou neo-pentecostais,sei lá)
    achamos que Deus é limitado a ponto de não saber no ano passado, quem irá no culto do ano que vem...
    kskskskskksksksksksksks

    Num tem essa, não...Deus é Deus e é Ele quem sabe o que cada um precisa ouvir. Seja uma mensagem enlatadinha (rsrsrs) ou uma fresquinha...

    E quem disse que a mensagem fresca pra mim não é congelada pros outros?
    Vai saber...

    Já tive momentos em que estava com duas palavras elaboradas pra pregar num mesmo culto.
    As duas me queimaram o coração com a mesma intensidade!
    Fui pro púlpito com os dois esboços e esperei até a hora da oração do ministro pra saber qual pregaria!

    Resultado?
    Deus me disse pra eu pregar uma e que a outra, era pra mim, pra eu levar pra casa e meditar, pois precisava dela!
    UaW! Fiquei 'de cara', como dizem os adolescentes daqui!

    Depois soube por uma pastora lá da Igreja, que aquela palavra estava sob medida pra uma de suas discípulas e que ela tinha conversado com ela após o culto e testemunhado disso.

    Fiquei feliz duplamente,
    primeiro porque uma chegou no ponto certo de uma vida carente, outra porque tinha uma segunda vida carente duma palavra (eu) e que poderia descansar no Pai por aquela segunda palavra!

    Cara,
    curto muito teus textos, viu?
    Quando vc vai passar a receita das batatas recheadas?
    "Deus, oro pela unção de Ana Maria Braga na vida de teu servo, Amém!"

    Abração!
    (ah, e esquece o Eduardo Paes, pelamordedeus!)
    uhauhauhauhauhauhauhauhauhauh

    ResponderExcluir
  2. Vamos do fim para o começo:

    1) Eduardo Paes: Tô fora, não desce nem com ketchup e mostarda. O cara não estava falando coisa com coisa. Queria era tentar me "seduzir" com promessas vãs

    2) Unção de Ana Maria Braga: Vou prestar vestibular de gastronomia na Estácio de Sá APENAS para aprimorar a unção que já tenho meu brother... risos

    3) Deus faz barba, cabelo e bigode com a gente né? Caramba, fico impressionado com isso! A mensagem que foi engavetada era para você, típico do bom humor de Deus com seus filhos amados!

    Abraço meu querido!

    ResponderExcluir
  3. Fazer o que né?
    Ele faz o que quer, meu velho!

    Gastronomia, sério?
    quando vc se formar me manda um convite pra ir provar tuas iguarias...
    rsrsrsrsrs
    ainda bem que moro no Rio...
    ksksksksksksksks

    Paz!

    ResponderExcluir
  4. Ah, lembrei de uma outra quente...

    Uma vez estava na escola que minha igreja mantém e senti de Deus pra falar com um rapaz que trabalhava ali (hoje um grande amigo meu) mas num tinha nem intimidade nem palavra pra lhe dar, mas obedeci!

    Ao chegar lá disse o que Deus estava me mandando falar naquele momento e percebi que veio dos céus pra ele...

    Quando voltei pro meu banco Deus falou assim...
    Tenho outra palavra:
    Eu disse, pro cara de novo? Papagaios!
    Ele falou...Não pra você, eu só te fiz ir falar com ele e te mostrei a história de vida dele pra te dizer que precisa aprender com ele um sentimento que te falta: HUMILDADE!!!!!

    Fiquei de cara de novo!
    fazer o que, né?

    ResponderExcluir
  5. Wendel, aconteceu cada coisa comigo meu irmão... nossas experiências com o Senhor são muito parecidas!

    Semana passada estava lembrando e contei pra Cilene que logo que me converti estava com o segundo CD do Resgate (Novos Rumos).

    Fui na CEF em frente ao Shopping Ibirapuera resolver não lembro o quê e o rapaz que estava me atendendo estava meio amuado.

    Deus falou comigo: "Dê o CD para ele e o convide para ir na igreja".

    Peguei o CD (muito a contragosto) e disse: "Cara, Deus está mandando te dar este CD. É de uma banda cristã da minha igreja e acho que você vai gostar, tanto do CD quanto em fazer uma visita qualquer dia desses".

    Ele pegou o CD e viu o nome da primeira música. Por acaso, era o nome dele, Daniel. Ficou impressionado com a "coincidência".

    Um tempo depois (algumas semanas) voltei àquela agencia e o nosso amigo Daniel me viu. Parou o que estava fazendo e veio em minha direção com os olhos cheios de lagrimas.

    Ao chegar a mim me abraçou e disse:

    "Cara, aquele dia que você me deu o CD eu ia me matar..."

    Continua o causo ou não precisa?

    Deus é TE-RRÍ-VEL brother, já me aprontou um monte!

    ResponderExcluir
  6. Cara,
    o Zé Bruno agora já pode dizer que foi responsável por ajudar alguém a NÃO se matar...
    (Jesus, que comentário feio!)

    Deus é inacreditável, cara... sei que Ele tem ainda muito mais pra realizar pela tua vida, como já tem feito!

    Amplexos! (vou cobrar direitos autorais...rsrsrs)

    ResponderExcluir
  7. João,

    Tô até com medo de entrar nesse show de comentários de vocês.

    Discernimento!! Aprendi que isto é reconhecer a voz do Espírito de Cristo, que fala conosco o tempo todo, inclusive em coisas que consideramos pequenas. Não dar ouvidos a essa voz é não discernir o caminho certo a seguir!

    Certa vez, há uns 3 anos, meu genro me ligou dizendo que havia conseguido um emprego ótimo de supervisor e uma empresa porreta. Queria que eu fosse trabalhar lá com ele e insistiu um monte. Eu disse pra ele que não iria e que a empresa não era o que ele estava pensando (eu não conhecia a empresa). Que ele tomasse cuidado e ficasse de olhos bem abertos. Resultado: duas semanas depois ele se mandou de lá, porque era tudo irregular e cheio de falcatruas! Discernimento que o Espírito me deu, quando meu genro falava ainda ao telefone!!

    Quanto ao seu testemunho sobre o rapaz da CEF, posso garantir que não é difícil encontrar empregados dessa empresa querendo se matar. O interessante é o livramento que Deus dá e, neste caso, você foi o instrumento de Deus pra livrar essa pessoa.

    Nosso Deus é realmente indescritível, de tão maravilhoso!!!

    Abração e Paz!

    ResponderExcluir
  8. Pastor,

    Sou assim também.
    Quando minha intuição (O espírito Santo) me diz pra eu não ir, não fazer, não falar, não tem jeito. Eu não vou, não faço e não falo nem que a vaca tussa.

    E olha que euzinha não sou radical e a pessoa mais flexível do mundo com novidades, e principalmente pra estar disponível, do tipo "topo tudo, bora".

    Mazenfin...

    Deus é maravilhoso!

    Deus é fiel!!!

    Não foi à toa que Jesus disse que nos enviaria o Espírito Santo, nosso ajudador. Nosso tudo!

    Amei!

    bj

    R.

    Sim, que papo é esse de culinária? afe, esse ômi pe multimídia, sabe tudo rsss

    ResponderExcluir
  9. René,
    pode entrar no papo...
    nois deixa!

    srrssrsr
    Rê, sobre a culinária, eu já me convidei antes heim!
    ai,ai...

    ResponderExcluir
  10. Wendel, fica frio, euzinha tô na fila. Tenho veia socialista rsss Mas sou a segunda, tá?

    Mas confesso que ele me deixou com água na boca com o lance da batata.

    Será que ele tá zuanunóiz? Se for, é sacanagem... rss

    ResponderExcluir
  11. Seres,

    Modéstia a parte: Mando muito bem na cozinha...

    Em casa, as únicas coisas que eu odeio fazer são passar roupa e matar barata (mas faço né?).

    Na cozinha eu me "adiverto": Lasanha, feijoada, dobradinha, mocotó, carnes, aves, peixes (das mais diversas formas), comida italiana, comida árabe (adoro!), saladinhas, fora o trivial...

    Eu, se fosse mulher, teria casado comigo, na boa!

    (minha ex que o diga, vive discretamente no meu pé querendo voltar, rerê)

    ResponderExcluir
  12. Rerê digo euzinha rss Aliás, sou eu duas vezes Rê Rê :)
    Esse povo que faz propaganda de si mesmo...
    Sei não, viu?!
    he he
    (Momento abobrinha)

    ResponderExcluir
  13. Merrrmo assim, pastor, tô cum tu e num abro nem pro trem!

    ResponderExcluir
  14. Pergunta pra mulherada (ui) que dispensou o jovem careca aqui o significado da palavra arrependimento e depois a gente conversa a respeito :)

    ResponderExcluir
  15. auhauhauhauhauhauahauhauhauhauhauhauhuahuha
    tu és uma onda, ó a moral ducara...
    tava merrrmo precisando rir :)

    ResponderExcluir
  16. Pastor, (o pastor mais gostoso da paróquia, reza a lenda...)

    O senhor viu que eu mudei as cores do meu blog?
    Tá tudo mais clarim.
    Meu blog já teve de toda cor rss até emo já foi he he

    ResponderExcluir
  17. Eu vi, ficou da hora. Agora que você mudou eu posso falar que você não entendeu a indireta que eu dei quando te mandei aquele template para seu blog... riri! Tava paracendo casa de véia!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  18. uhauhauhauhauhauhuahuahauhauhuah
    ME DIVIIIIIIIIIIIRTO COM VOCÊS!

    Cara,
    eu fico de cara no chão com essa parada de auto-promoção, mas devo dizer que é minha praia também me auto-promover... rsrsrsrsrs

    Eu fico mais na lavação de louça do que na cozinha, mas nunca estão satisfeitos entendem?

    Rê,
    fica tranquila... sou o primeiro, segundo, brincadeira viu?
    Mas aqui entre nós, ele tá só fazendo alarde, mas convidar pra boquinha que é bom..... (hum)


    KKKKKKKK

    Praz!

    ResponderExcluir
  19. Oxente bixin, vc mandou mas num explicou, ué!
    Fiquei sem entender nada, só esperando.
    E de véia mermo, não, viu? Tá doido pra apanhar!
    Afe, só pq tinha umas aves voando? rss
    Tú é froidz só agora vem dizer:)

    ResponderExcluir
  20. Wendel,
    Tô só ligada na ducara...
    Convite nenhum até agora!
    E aqui pra nós dois, esse negócio aqui num ficou meio aviadado?
    ahuaauauahuahuahuahuahuhaa
    (Vingância malígrina rss)

    ResponderExcluir
  21. Como assim?
    Abafa menina!
    quer dizer, abafa não.... esquece.... ixxi... piorei a meleca

    Fui!

    ResponderExcluir
  22. O pessoal vem em casa, abre a geladeira, toma toda minha cerveja, bate na bunda da minha mulher e dorme na minha cama.

    Bem que meu pai falou.... afff

    ResponderExcluir
  23. João,

    Vou ser solidário com você: eu também comeria todas aquelas comidas que você citou!! Ainda mais se tivesse um telefone na cozinha, pra ligar pra um delivery, e grana pra bancar tudo isso!

    Num foi isso que 'cê quis dizê???

    ResponderExcluir
  24. Não mesmo!

    Caramba, ninguém acredita que eu cozinho bem... Sem problemas, só o Wendel (por enquanto) terá a possibilidade de conferir por um pequeno detalhe geográfico (a não ser que ele ache o Recreio dos Bandeirantes longe...)

    Abração!

    ResponderExcluir
  25. Faz assim, monta um prato da hora tira uma foto e mostra pra gente.

    E vê se não tenta enrolar, pois anjo tá vendo e o marmore do inferno está preparado para os irmãos que enganam o estomago dos outros.

    Assim diz o sinhô para vc, varão chef.

    ResponderExcluir
  26. auhsuahsuahsuahsuhaushaushuashass <--gargalhadas

    René vc sabe ser mauzinho...

    E tadinho do pastor, desacreditado pelos melhores amigos.

    Mas não tem desculpinha, não.
    Mande o meu por sedex, é só congelar :P

    ResponderExcluir
  27. Caraca, melhor ser sedex 10...
    Mas duvido que o nosso 'chef' vai querer mandar comida congelada... humpf

    ResponderExcluir
  28. Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que estão fazendo...

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...