Labels

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

O currículo de um neófito



Em uma troca de comentários no Bora Ler da bispa Rê, um pastor - no frigir dos ovos - me chamou de neófito:

“Por último quero dizer que o senhor age como um neófito ao tentar advertir-me sem conhecimento de causa e usando um veículo inapropriado para isso, se sua intenção de fato fosse servir de ajuda a alguém encontraria outro meio para me dirigir tais críticas”.

Sei bem o que significa a palavra mas, ao pesquisar definições para neófito visando postá-la, encontrei num site de maçonaria (não vou colocar o link) que “Neófito vem do latim neophitus, que significa literalmente "nova planta", porém o mais comum é "noviço" ou "novo convertido". Geralmente se refere ao grau inicial de algumas Ordens”.

Achei esta definição melhor do que as que constavam nos dicionários online e decidi usá-la para ilustrar meu raciocínio.

Ao me rotular de tal forma, obviamente a intenção deste nobre pastor era a de me enquadrar no conselho de Paulo dado ao discípulo Timóteo para aqueles que visavam cargos eclesiásticos:

“Esta afirmação é digna de confiança: Se alguém deseja ser bispo deseja uma nobre função. É necessário, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma só mulher, moderado, sensato, respeitável, hospitaleiro e apto para ensinar; não deve ser apegado ao vinho, nem violento, mas sim amável, pacífico e não apegado ao dinheiro. Ele deve governar bem sua própria família, tendo os filhos sujeitos a ele, com toda a dignidade. Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus? Não pode ser recém-convertido (neófito), para que não se ensoberbeça e caia na mesma condenação em que caiu o Diabo. Também deve ter boa reputação perante os de fora, para que não caia em descrédito nem na cilada do Diabo". - 1Tm.3.1-6 (NVI):

Ao reler este conselho de Paulo, pude ver que a advertência feita por este senhor não se enquadrou muito bem a mim pois sou:

• Marido de uma só mulher;
• Moderado (dizem que...);
• Sensato (ídem);
• Respeitável (ídem);
• Hospitaleiro (apesar de prezar minha privacidade);
• Sempre apto para ensinar;
• Pacífico e pacificador, quando depende apenas de mim (Rm 12.18);
• Governo bem minha própria família, sendo a pessoa que todos vem consultar em qualquer momento de crise;
• Tenho boa reputação.

Apesar disso, tenho os seguintes "defeitos de fabricação" (para alguns):

• Não sou irrepreensível, pois tenho inúmeros defeitos e sei que - vez ou outra - mereço levar umas boas chibatadas;
• Gosto muito de vinho;
• Gosto muito do que faço tendo dinheiro na mão (sem, todavia, amar o vil metal);

Entretanto, uma coisa eu não sou: NEÓFITO, recém convertido. Sirvo a meu Senhor com temor e tremor há quase 18 anos.

Sei bem que “tempo de crente” não conta (como diz o ditado, "você entrar numa garagem não te transforma em um carro, assim como entrar numa igreja não te transforma em um cristão"). Tenho ciência que toda minha caminhada com Cristo não pode ser mensurada apenas pelo tempo de convertido.

Ela foi (é e sempre será) alicerçada em experiências concretas com o Senhor, leitura bíblica (estou na quarta leitura das Escrituras de capa a capa, fora as incontáveis leituras de trechos aleatórios), sou membro da Igreja Batista (não sou um "desigrejado"), vi e vivi inúmeros momentos "sobrenaturais", indo de expulsões de demônios, passando por profecias dadas e recebidas e que se cumpriram totalmente, dezenas de almas ganhas para Jesus a curas em resposta à orações. Acima disso tudo porém, aprendi a amar e perdoar meu próximo, o que para mim está acima de tudo o que expus acima.

Não gosto muito de falar o que falei, pois as Escrituras advertem "que um outro te louve, e não a tua própria boca; o estranho, e não os teus lábios". - Pv 27:2

Sei também que poderão tentar usar contra mim a dura advertência de Jesus:

"Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade"
. - Mateus 7.21-23

(Digo que certamente não me enquadro neste caso, pois bem sei da relação que tenho com Ele.)

Entretanto, teve um lado bom neste entrevero: Parei para pensar em minhas deficiências como ser humano. Refleti muito e cheguei à conclusão que o nobre pastor “mirou no que viu, acertou no que não viu”. Com suas palavras, lembrei-me que não podemos achar que sabemos tudo a respeito de Deus e de caminhada com Cristo. Como bem disse Paulo (sempre o amado/odiado Paulo) ao crentes de Filipos:

“Quero conhecer Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte para, de alguma forma, alcançar a ressurreição dentre os mortos. Não que eu já tenha obtido tudo isso ou tenha sido aperfeiçoado, mas prossigo para alcançá-lo, pois para isso também fui alcançado por Cristo Jesus. Irmãos, não penso que eu mesmo já o tenha alcançado, mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que ficaram para trás e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus. Todos nós que alcançamos a maturidade devemos ver as coisas dessa forma, e, se em algum aspecto vocês pensam de modo diferente, isso também Deus lhes esclarecerá. Tão somente vivamos de acordo com o que já alcançamos”. – Filipenses 3.10-16

Engraçado isso. De acordo com Paulo, alcançar a maturidade faz com que você reconheça que ainda não obteve tudo ou tenha sido aperfeiçoado, apenas que você continua firmemente na direção correta. Infelizmente para alguns, alcançar a maturidade é sinônimo de ter resposta para tudo...

Este é um grave erro que muitos cometem sem se dar conta: Se acham supra-sumos, sabedores do sagrado, “professores poropopós” dos caminhos celestiais. Como advertir uma pessoa assim, que para tudo já tem opinião formada? Como bem disse o profeta Raul Seixas:

“Prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo
Do que ter aquela velha opinião
Formada sobre tudo...”


Eu, assim como Paulo, estou na pista. O Caminho é longo, mas meu destino é certo. Nesta jornada, muito vou aprender. Também vou fazer muita cagada. Só sei que estarei sempre aberto ao que Deus falar comigo, mesmo que seja numa situação semelhante a esta que passei.

Termino com uma citação que postei em resposta ao que me foi dito:


"O rio mais copioso não pode acrescentar uma gota d'água a um vaso já cheio. Pode-se explicar ao homem mais ignorante as coisas mais abstratas, se ele delas ainda não tem noção alguma; mas não se pode explicar a coisa mais simples ao homem mais inteligente, se ele está firmemente convencido de saber muito bem o que lhe quer ensinar"
. - Leon Tolstoi

Reações:

18 comentários:

  1. Cara, digo, pastor... (rs)
    eu não lí o comentário a que você se referiu, mas acredito que, mesmo sem te conhecer pessoalmente, posso dizer que lendo o conteúdo de suas postagens enxerga-se que neófito ou não, parece ser alguém que quer acertar. E ouso dizer que essa é a maior característica de alguém que pretende ter seus caminhos iluminados pela palavra!

    Acontece que muitos acreditam piamente, que por caminharem a muito tempo numa área ou noutra, suas experiências são MAIORES que o legado que o próprio Evangelho produz, ou seja, salvação e mudança de caráter.
    `
    É mesmo a velha história da garagem e do carro...
    Rsss

    Abraços meu velho e não se grile com essas paradas não...

    "Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguirem e, mentindo, disserem todo o mal contra vós por minha causa." (Mateus 5 : 11)

    Mesmo que essa 'mal e mentira' seja 'apenas' uma confusão de palavras sem sentido para quem conhece só a teoria, ok?

    ResponderExcluir
  2. Xiiiii Wendel, estou totalmente em paz, valeu!

    Não ia continuar o debate no blog da bispa, coitada. Tinha chegado a um ponto que a coisa só iria piorar.

    Resolvi postar este texto não por auto piedade ou para gerar mais ataques/rixas, mas apenas para compartilhar alguns momentos de auto reflexão.

    Vez ou outra nos vemos maiores do que somos e caímos no pegado do orgulho e da soberba.

    Outras vezes nos vemos menores do que Deus nos vê, o que é tão prejudicial quanto.

    To de boa, to na paz!

    Valeu meu querido irmão!

    ResponderExcluir
  3. Amém, amém e amém!!!

    Eita noizzzz

    Não tem como não copiar a Dri (com todo orgulho) e dizer:

    O senhor é meu pastor!

    E repetir o que disse no blog do Cláudio reiterando suas palavras: não tenho paciência para teorias e teologias, só para vida prática.

    Desculpe as repetições e não haver nada de novo, mas é que não estou acertando dizer com minhas próprias palavras tudo que me vai na alma.

    E creio que não cabe em palavras, não pela quantidade, mas pela própria expressão.

    Essa finalização do Tolstoi me lembra o provérbio:

    "Repreende o sábio e ele te amará, dá instrução ao sábio, e ele se fará mais sábio ainda".

    Mas ao sábio...

    Eita xô ir ali respirar, depois eu volto.

    ResponderExcluir
  4. Mano,

    Você tem o frescor do que foram tocados, suas palavras transbordam da Fonte, isto incomoda, ai o PORFETA VELHO solta a "perola de sabedoria" que só faz sentido dentro de certas salas pastorais.

    Fiote, eu tenho dificuldade com tais diagnosticadores miopes, entendo que é defesa, mas não aceito como verdade.

    A perversão é terrivel, pois o Evangelho virou a igreja evangélica, e pior, o "sabido" e "maduro" na fé é o cabra que fala o evangeliques da megalomania narcisistica que protege o stato quo.

    A pior mentira é aquela que contamos para nos mesmos.

    Fiote, em suas palavras eu vejo a Verdade.

    Simples assim

    Te amo

    ResponderExcluir
  5. João Carlos, meu amigo!

    Tu estás ficando uma fera meu camarada! Escreve um post excelente ensina-nos HUMILDADE e ainda fecha com Tolstoi!!!!

    Bem, vale dizer que amo teologia (mais uma vez), uma vez que ela me ajuda a entender o Deus revelado. Todavia, gostar de teologia não me faz melhor do que ninguém. Por outro lado, não aceito a historinha de que "a letra mata", pois o que mata mesmo é a ignorância, que leva às heresias, apostasias, etc.

    Abraços meu camarada, ótimo post!

    Ricardo.

    ResponderExcluir
  6. Rê, Dri...

    Não consigo expressar o que estou sentindo.

    Só sei que veio em meu coração o Salmo 133:

    "Como é bom e agradável quando os irmãos convivem em união! É como óleo precioso derramado sobre a cabeça, que desce pela barba, a barba de Arão, até a gola das suas vestes. É como o orvalho do Hermom quando desce sobre os montes de Sião. Ali o Senhor concede a bênção da vida para sempre".

    Amo vocês!

    Por isso mesmo, quando eu estiver errado, pode chamar na chincha!

    ResponderExcluir
  7. Ricardo, meu amado irmão...

    Não faz isso comigo não cara, tô com vontade de chorar!

    Que bom, sinto a presença de Deus sabia? Ele sabe como eu fiquei ontem e vocês estão sendo instrumentos de Deus para cura.

    Como disse a Rê, deixa eu ir lá fora respirar um pouco...

    Forte abraço, daqueles de chorar e babar no ombro do amigo!

    (Ah, sei que isso é nojento, mas amigo é para estas coisas...)

    ResponderExcluir
  8. Aliás, este Salmo 133 falando do precioso óleo derramado na cabeça e escorrendo pela barba também é! (risos)

    ResponderExcluir
  9. Ricardo,
    Você é um dos poucos que "tem paciência para teologia" que eu admiro.
    Meu carinho!
    (Ainda tô me recompondo, volto mais tarde).

    ResponderExcluir
  10. João,

    Acompanhei o "debate", ontem, no canal 1, e pude ver que uma mensagem de entrega pessoal total ao senhorio de Jesus acabou sendo deixada de lado, por conta de questões pessoais.

    Me alegrei muito ao ver esta sua postagem, demonstrando que Deus transformou o mal em bem, mais uma vez. Depois de uma sessão de 'porrada', onde você se sentiu nocauteado, você se entregou à comunhão com Jesus, pra chorar suas mágoas e receber dEle o consolo que precisava. E Ele assim fez! Mas fez mais ainda: Ele deu mais sabedoria a você e reafirmou que você é dEle!

    Você, agora, pode dizer com Paulo: "Cada um tenha opinião bem definida em sua própria mente" (Rm 14.5), porque é isto que você tem! Você experimentou na pele (e deve ter hematomas) que comendo ou não comendo, é para o Senhor que se faz. Uns entendem assim, outros, assado. Mas, sendo do Senhor, ambos serão levados à perfeição, para serem apresentados diante do Senhor. E não importa se a gente está mais perto, ou mais longe dessa perfeição. O que importa é fazermos como você mesmo citou no texto, que deve ter sido revelado pelo Espírito de Cristo em sua conversa com Ele: "Tão somente vivamos de acordo com o que já alcançamos”. – Filipenses 3.16.

    Nós já alcançamos muito, mas isso tudo nem se compara ao que está por vir. Aqui e depois!

    Grande abraço, meu irmão, e continue na Paz!

    ResponderExcluir
  11. joão, sem estar a par da questão, e não te conhecendo tão bem quanto a dri e a rê, eu também não o chamaria de neófito.

    pelo contrário, você, dentro dos limites da fé evangélica, é alguém que eu admiro pela capacidade de diálogo (tá certo que às vezes você é meio intolerante e cabeçudo mas quem não é às vezes...rsss) e pelo modo suave, livre (até certo ponto) e leve de viver sua fé.

    ResponderExcluir
  12. Olá Dudú!

    Fico feliz em receber o conhecimento de um amigo estimado como você!

    Também fico feliz em ver que você também está a vontade em me tratar como eu te trato, seu zé roela!!!

    Forte abraço!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. ao que parece, somos mais parecido do que você está disposto a aceitar. eu fui você ontem, você será eu amanhã...kkkkkaaakakakakak kakakakaa

    taí o cúmulo da pressunção!!!!!

    ResponderExcluir
  14. tá amarrado!

    entom brother, o cristianismo que eu vivo é super comprometido com a PESSOA de Jesus, não com as convenções religiosas. Nisso somos iguaizinhos.

    Não é qualquer pastor ou igreja que eu aceito para congregar, senão eu rompo o odre, rsrsrsrs

    Abraço forte!

    ResponderExcluir
  15. Gosto muito da forma em que as coisas têm acontecido por aqui...

    ResponderExcluir
  16. Ah, eu também, Wendel e Rê.

    Sinto Paz, a Paz.

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...