Labels

domingo, 31 de janeiro de 2010

Que vinho você bebe? Amém de qualquer jeito...


Marcos 2:22 "E ninguém deita vinho novo em odres velhos; do contrário, o vinho novo romperá os odres, e perder-se-á o vinho e também os odres; mas deita-se vinho novo em odres novos".

Tenho uma pergunta: qual “vinho” rompe um odre velho? Suco de uva, sem fermentação nem álcool decorrente do processo ou o vinho com teor alcoólico gerado no processo de fermentação? Não vou fazer uma pesquisa científica e tornar o assunto cansativo, mas o açúcar contido no suco de uva, ao fermentar, se expande e o torna alcoólico. Bye bye odre velho. Bye bye também fariseus. É este vinho que Jesus se refere.

Mas e ai? Estou eu querendo com isso incentivar os irmãos a beberem? De maneira nenhuma, mas Paulo deu um conselho muito interessante para Timóteo:

1Timóteo 5:23
"Não bebas mais água só, mas usa um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades".

Paulo estava querendo gera polêmica com este conselho? Também não. A postura dele é bem clara, como podemos ver em sua carta aos Romanos:

Romanos 14:14-23 "Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nada é de si mesmo imundo a não ser para aquele que assim o considera; para esse é imundo. Pois, se pela tua comida se entristece teu irmão, já não andas segundo o amor. Não faças perecer por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu. Não seja pois censurado o vosso bem; porque o reino de Deus não consiste no comer e no beber, mas na justiça, na paz, e na alegria no Espírito Santo. Pois quem nisso serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens. Assim, pois, sigamos as coisas que servem para a paz e as que contribuem para a edificação mútua. Não destruas por causa da comida a obra de Deus. Na verdade tudo é limpo, mas é um mal para o homem dar motivo de tropeço pelo comer. Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outra coisa em que teu irmão tropece. A fé que tens, guarda-a contigo mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova. Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque o que faz não provém da fé; e tudo o que não provém da fé é pecado".

Paulo colocou a comida com o mesmo poder de gerar tropeço e escândalo. Tomar vinho não pode, mas ir a um rodízio e comer até sair picanha pelo nariz pode? E o que falar das festinhas de aniversário em nosso meio, onde os irmãos se entopem de bolo, salgadinhos, refrigerantes e – ao final – ainda pedem para fazer uma ‘marmitinha’ para levar pra casa?

Me lembrei de uma boa: Quem aqui era da época que rolava uma fita cassete com o 'tristemunho' de um irmão que tinha morrido ou tinha sido arrebatado (não lembro ao certo) e que foi levado ao inferno? No relato dele o irmãozinho conta que lá nas quintas das profundas tinha uma fábrica de televisores administrada pelo próprio rabudo, fazendo parte do grande plano do vermelhão para destruir as pessoas?

O que falar dos milhares de irmãos em Cristo que naquela época assistiam televisão escondido (lembro de vários)e, por fazerem algo que tinha dúvida se era lícito ou não, viveram e morreram com culpa e possivelmente hoje estão no inferno?

Hoje, a mesma denominação tem vários programas no sábado de manhã... e ai?

Para mim, o que rola em ‘nosso meio’ é muita hipocrisia. Cada um sabe muito bem o que pode fazer e o que não pode, e não precisa que ninguém venha por o bedelho no que você considera puro ou lícito. Olha o que fizeram com Jesus!!!

Mateus 11:16-19: "Mas, a quem compararei esta geração? É semelhante aos meninos que, sentados nas praças, clamam aos seus companheiros:
Tocamo-vos flauta, e não dançastes; cantamos lamentações, e não pranteastes. Porquanto veio João, não comendo nem bebendo, e dizem: Tem demônio. Veio o Filho do homem, comendo e bebendo, e dizem: Eis aí um comilão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores. Entretanto a sabedoria é justificada pelas suas obras.


Este discurso de Jesus mata a pau, pois define bem o que se passa. Ficam brincando com você, fazendo você ir de um extremo a outro, e nada do que você faz é suficiente para agradá-los. Utilizam todos os métodos possíveis para te manter sob controle. Coisas que não tem valor nenhum são utilizadas como cabresto. A opinião dos religiosos, o temor de uma exclusão, nada disso trás uma maior comunhão com Deus e te leva para o Céu.

Já me preocupei muito em agradar todo mundo, deixando de fazer tudo o que os legalistas me empurraram goela abaixo, e não ‘ganhei nada’ com isso. Passei então a ser honesto comigo e com a voz de Deus, assumi minha fragilidade e aprofundei muito mais na minha relação com Deus, pelo fato de não estar utilizando uma máscara.

Estou concluindo meu pobre raciocínio, e não tenho a mínima intenção de esgotar o assunto, mas Jesus falou que não é o que entra pela boca que contamina o homem; mas o que sai da boca, isso é o que o contamina, conforme diz o Evangelho de Mateus:

Mateus 15:17-20 "Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem".

Além do mais, saiba que sempre vão tentar impor um jugo mais pesado que o que você pode carregar, mas se você conhece a Voz do Mestre, lembre-se do que Ele falou:


Mateus 11:29-30 "Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para as vossas almas. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo e leve".

Gente, hoje é sexta-feira. Vou comprar uma boa garrafa de vinho e comer uma pizza. Alguém me acompanha?

Postado inicialmente por João Carlos em 9/18/2009 10:15:00 AM

Reações:

2 comentários:

  1. De pobre seu pensamento não tem nada. Fantástico e inspirador este seu texto.

    Eu acredito que as pessoas deixam de curtir os prazeres mais simples da vida, como passear de shorts e chinelos à beira da praia, fazer amor com quem você ama e é amado, tomar um gole de vinho, e acabam substituindo isso pelo prazer que a doutrina lhes convém lícito: comer.

    Tipo, já que não posso transar nem beber, vou encher a pança de picanha e curtir este prazer que a comida proporciona.

    Isso é um mal de saúde pública.

    ResponderExcluir
  2. Tens razão ao falar destes que vão a festas e comem até sair pelo nariz... sabe o que me irrita mais??? essas pessoas que vão a festas e depois saem reclamando da comida, ou que era ruim, ou que era pouca.

    Pelo amor de Deus, quando vamos a um casamento não é pra encher a barriga, mas para participarmos do momento especial de duas pessoas que consideram importante nossa presença.

    Fraterno abraço,

    Mario

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...