Labels

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Dedos



Há momentos em nossas vidas que temos que seguir nossos próprios conselhos. No momento estou me lembrando de uma ilustração que eu mesmo criei.

Costumava fazer isso para os outros. Agora estou fazendo comigo. É bobeira, mas funciona mais ou menos assim:

Incline a palma de sua mão para cima. Olhe no centro. A palma de sua mão é você.

Olhe seus dedos. A não ser que você seja geneticamente ligado ao presidente ou tenha sofrido algum acidente, você tem 5 dedos em cada mão. O polegar, o indicador, o médio, o anelar e o mínimo estão ai, ao redor de sua mão. A palma da mão em si não tem muita utilidade sem eles. Os dedos sem a palma não tem como fazer nada. Eles são como as diversas áreas de nossa vida, os fatos que nos cercam no dia-a-dia.

Na verdade deveríamos ter muito mais dedos nas mãos para ilustrar o que costumo dizer. Você pode nomear seus dedos da forma como você quiser. Nossa relação com Deus, nosso cônjuge, nossos filhos, nossos pais, nossos parentes, nossos amigos, nosso trabalho, nosso lazer, nossas finanças...

Quando uma área de nossa vida sofre algum ataque, quando algo ameaça ruir, quando um parente está doente, quando perdemos a pessoa amada ou nosso emprego, quando nosso time perde a final, quando sentimos que vamos submergir em uma determinada área, não podemos fazer com que ‘esse dedo’ que está ‘caindo’ derrube os demais. Um serve de apoio ao outro. Você no centro tem que coordenar as forças e tentar manter todos os demais em pé. Não podemos fazer com que o sistema todo de nossa vida entre em colapso pelo fato de uma área estar sofrendo.

Nesse momento estou vivendo alguns ataques pessoais. Minha mãe está em coma por um AVC a mais de vinte dias, internada em um hospital em São Paulo. Moro e trabalho no Rio de Janeiro a quase um ano. Pedi licença aos meus diretores, fui para lá e fiquei o tempo necessário para conseguir a transferência de hospital e dar apoio à minha família. Não me deram mole, tinha que entrar em meus emails a todo o momento para ver o que estava acontecendo. Não posso jogar meu trabalho fora nem deixar de pagar minhas contas. Fiquei o período que julguei ser necessário. Fui muito criticado por alguns. É difícil, você fica rasgado por dentro, mas tem que confiar em Deus para que venha a cura.

Estava com muita dor nas costas (agora dói muito menos). Fui ao médico, fiz uma ressonância magnética e descobri que estou com uma hérnia de disco. Não vou parar de trabalhar. Não vou deixar de fazer musculação. Adaptei tudo o que vinha fazendo para conviver com a dor enquanto começo minhas sessões de RPG.

Muitos podem ser os exemplos de situações que acorrem no nosso dia-a-dia. Mas nada pode te fazer parar. Principalmente pelo fato de estar na presença de Deus e saber que Ele está no controle de tudo. Conforta-me saber que a Palavra diz que não cai um só fio de cabelo de nossas cabeças sem o consentimento de Deus. É maravilhoso saber que na vida de Jó, satanás só pode tocar com autorização de Deus.

Fico triste em ver pessoas jogando tudo em sua vida fora pelo fato de uma área ter caído ou ter sofrido ataque.

Não desista nunca de sua vida, não abandone seus objetivos, não deixe de sonhar, não seja fraco, não seja frouxo. Segure o touro pelo chifre, pois senão ele te derruba.

Cheguei até aqui hoje baseado neste conceito. Glória a Deus por Ele não ter permitido que eu desistisse.

Continue crendo.

Reações:

1 comentários:

  1. Johnny ! Ha muito não visito o seu blog, e só agóra tomo conhecimento do drama que sua familia vive com a doença da sua mãe. Muitas vezes o peso das provas, superam as nossas forças ! Que DEUS te fortaleça, e que ELE seja por sua mãe !

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...