Labels

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Minha mãe leu a Bíblia


Minha mãe estudou somente o suficiente para aprender a ler e escrever. Sofreu muitos traumas e privações em sua infância. Sempre viveu com pouco, e após se casar, quando meu pai passou a ter uma situação financeira um pouco melhor, ela teve alguns anos de conforto. Com o passar dos anos eles perderam tudo e passaram a viver uma vida muito regrada. Foram muito mais invernos do que verões em sua história.

Nos dias das mães dávamos presentes básicos que filhos pobres costumam dar, aquela coisa de ‘lembrancinhas’ para não passar em branco. Uma vez que ela ganhou um presente legal foi quando a Leila deu uma Bíblia católica gigantesca, cheia de ilustrações, uma cruz de plástico colada na capa. Vinha numa caixa, acho eu, e a Leila parcelou a dita-cuja em várias vezes para poder pagar. A bichinha impressionava, mas não me lembro de ter visto minha mãe folheando-a alguma vez.

Devido a algumas circunstâncias que agora sabemos que culminou com o AVC que ela sofreu no mês passado, minha mãe começou a ter problemas de visão e audição. Aos poucos um olhinho dela começou a ficar opaco, e ela reclamava muito que não conseguia enxergar direito.

Nesta época, em mais um dia das mães, eu estava com pouco dinheiro para variar e tinha que comprar um presente para ela. Procurei várias coisas e acabei indo a loja de artigos evangélicos. Vi uma Bíblia Almeida Revista e Atualizada com letra gigante e decidi comprar. Quando dei o presente à minha mãe vi em seus olhos a cara de quem tinha ganhado uma caixinha de lenços ou um kit de balde e vassoura novo. E minha família é expert em demonstrar na tua cara quando não gosta de alguma coisa. Tudo bem, pensei. Fiz o que pude.

Em meu evangelismo disfarçado, soltava uma coisinha aqui e outra ali, e sem que ela percebesse, expliquei o plano de salvação para ela. Ela entendeu e concordou com aquilo. Não chegou a ir a alguma igreja evangélica, foi tudo em casa.

Passados alguns meses, minha irmã comentou comigo: ‘Cá, a mãe começou a ler a Bíblia!’ Fiquei muito feliz e comecei a interceder para que a cada linha que minha mãe lesse ela passasse a conhecer mais e mais a Deus e a ter uma relação pessoal com Ele.

Era tão bonitinho quando ligava pra ela ou ia em sua casa e ela comentava trechos da Bíblia comigo! Coisas do tipo: ‘foi assim mesmo que aconteceu?’ ou ‘nossa, este livro de Apocalipse é difícil de entender né?’ se tornaram freqüentes em nossas conversas. Ela estava interessadíssima.

Um dia ela falou para mim toda orgulhosa: ‘filho, acabei de ler a Bíblia.’ Fiquei super orgulhoso de minha mãezinha. Uma pessoa super simples, que não me lembro ter visto lendo nenhum outro livro, leu a Bíblia de capa a capa. Mesmo com toda dificuldade do mundo para ler com a perda gradativa da visão, ela se esforçou e foi até o fim.

Hoje ela está lá naquele hospital. Os médicos afinaram o discurso e todos dizem que ela não volta do coma. Estou indo para São Paulo nesta sexta-feira e vou lá para falar com ela um pouco mais. Sei que ela não vai poder responder (quem sabe????), mas tenho certeza de que ela vai me ouvir. Vou pedir perdão por tudo que fiz de errado a ela e deixar o Espírito Santo trabalhar.

Tenho certeza de que seu último suspiro aqui será dado caso Jesus não volte antes, mas que o próximo será na eternidade ao lado do Pai.

Afinal de contas, ‘assim será a palavra que sair da minha boca: ela não voltará para mim vazia, antes fará o que me apraz, e prosperará naquilo para que a enviei.’ Is 55:11

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...