Labels

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Perdidamente apaixonado!

Cada vez mais mergulho nas profundezas das águas que brotam do Trono de Deus. Cada vez mais descubro tesouros que aparentemente estavam perdidos desde a eternidade. Não que estivessem perdidos, na verdade sempre estiveram lá, mas meus sentidos estavam endurecidos pela matéria, e apenas gozava do que podia ver, ouvir, sentir e tocar.

Uma realidade humana e pobre estava enraizada no meu ser, mas nestes mergulhos rumo às profundezas das águas pude começar a viver este outro mundo, o mundo do sobrenatural, sem que tivesse que passar por alguma experiência mística. Foi comendo arroz e feijão mesmo, tomando ônibus, vendo e vivendo o dia a dia. Sei apenas que aconteceu.

Guiado pelo Espírito, sem que tirasse os pés da realidade, encontrei-me perdidamente apaixonado por Deus novamente. Sua Palavra voltou a me emocionar como antes, seu Nome passou a me trazer arrepios pelo corpo, sua mão passou a me acariciar outra vez.

Como isso aconteceu? Não sei explicar. Gostaria de decifrar a fórmula e dá-la a todos que amo, a todos deste mundo. Mas apenas aconteceu. Como explicar para alguém que ele ou ela deve amar a Deus acima de todas as coisas? Palavras são fáceis, porém desprovidas das ferramentas necessárias para alcançar este estado de espírito.

Estou me gabando? Tenha certeza que não. Estou apenas tentando demonstrar que estou perdida e irremediavelmente apaixonado por Deus. Aconteceu, não tive culpa. Traí os amores do mundo e me entreguei ao meu amado Senhor. As palavras de Jesus no Evangelho de João 17:11-21 queimam em meu peito:

“Eu não estou mais no mundo; mas eles estão no mundo, e eu vou para ti. Pai santo, guarda-os no teu nome, o qual me deste, para que eles sejam um, assim como nós. Enquanto eu estava com eles, eu os guardava no teu nome que me deste; e os conservei, e nenhum deles se perdeu, senão o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. Mas agora vou para ti; e isto falo no mundo, para que eles tenham a minha alegria completa em si mesmos. Eu lhes dei a tua palavra; e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não rogo que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno. Eles não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade. Assim como tu me enviaste ao mundo, também eu os enviarei ao mundo. E por eles eu me santifico, para que também eles sejam santificados na verdade. E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.”

Aconteceu. Não sei explicar. Tudo se relativizou. Somente Deus agora importa. Sem religiosidade nem pieguismo. A ilustração do homem perdidamente apaixonado, tentando explicar para outra pessoa o que ele está sentindo é o que sinto estar fazendo. Fazendo papel de bobo talvez, mas louco para que todos vivam esta plenitude.

Reações:

6 comentários:

  1. Momento Ploc, versão 4.0 Turbo cara...

    Não sei explicar o que está acontecendo, mas cada dia mais amo mais e mais a Deus, tá forte demais, sem palavras!!!

    Digamos que estou avivado!

    ResponderExcluir
  2. João meu amigo...

    Foi um reencontro desses que eu tive, depois de muitos anos de distanciamento. Explicação? Muito simples: o Seu chamado (Fl 2:13). O Seu chamado irresistível meu amigo!

    Em Cristo,

    Ricardo

    ResponderExcluir
  3. Caramba!

    Que narrativa, heim?!

    Confesso que eu nunca consegui colocar em palavras assim tão simples- e ao mesmo tempo densas- sobre o "meu chamado".

    Me chama à atenção no seu texto, uma frase que eu sempre digo em outras palavras:

    Guiada pelo Espírito, sem que tirasse os pés da realidade, encontrei-me perdidamente apaixonada por Deus...

    Sem que tirasse os pés da realidade, pois o Espírito de Deus não confunde!

    É dessa lucidez que Deus reacendeu em mim na Sua perspectiva que eu não me canso de falar MARAVILHADA!!!

    Pois o que eu mais "temia" era virar uma evangélica fanática e perdeu justamente a lucidez que Deus me deu :)

    Abs...

    R.

    ResponderExcluir
  4. Ricardo,Regina, Tiago...

    É isso ai gente. O Espírito de Deus está sendo derramado, é momento de sermos e fazermos a diferença, por mais inseridos que estejamos nos fatos do dia a dia.

    Vamos ser sal fora do saleiro, como diria o livro do Caio Fábio!

    Um abraço bem forte em todos. Espero que em breve possamos nos encontrar pessoalmente, aqui ou... (esta segunda opção é sem pressa tá?)

    JC

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...