Labels

quinta-feira, 4 de março de 2010

Aqui só tem inocente...


Aqui só tem inocente...

Lembrei-me desta frase ontem a noite. Foi a resposta dada por ‘Seo Chico’, personagem do filme Carandiru, interpretado por Milton Gonçalves, quando mais um preso chegou àquela cadeia e foi questionado a respeito de que crime ele havia cometido. Sua resposta foi ‘eu sou inocente, não era para eu estar aqui’... Algo assim.

Lembrei-me desta fala por estar vendo um drama se desenrolando em minha frente. Pessoas cansadas de carregar seus fardos, pressionadas por suas rotinas e por suas dores, frustrações, mágoas. Cada um reage de um jeito. Uns com mais equilíbrio. Outros mais resignados com a dor. Alguns sucumbem à pressão. Mas são todos inocentes.

Pessoas que apitam ameaçadoramente como uma panela de pressão fervendo, disparando vapores de mágoa e ódio para todos os lados.

São inocentes. Na vida só tem inocentes. Ninguém é obrigado a ter estrutura emocional para agüentar a pressão. Na verdade, a meu ver o ser humano não é obrigado a agüentar a pressão da sociedade moderna, dos problemas do dia a dia, das portas fechadas, da falta de esperança, do silencio perante uma petição enviada ao Céu. Todos tem um limite.

Em seus papiros Pappilon já me dizia que nas torturas toda carne se trai. Assim diz Zé Ramalho em Vila do Sossego. A tortura física pode arrancar confissões. A tortura emocional pode te levar à loucura. A combinação de ambas é uma fórmula diabólica. Ver alguém que você ama passando por isso leva você aos abismos mais obscuros da dor. Dor na alma, sendo rasgada e dilacerada por algozes impiedosos.

Você fica impotente. A pressão aumenta. Suas resistências vão sendo minadas. Nitroglicerina pura, pronta para explodir. Um “A” dito ao seu lado pode gerar um conflito apocalíptico. Tempestades em copos d’água para quem está de fora. Só quem vive a dor para saber. São reações, espasmos, contrações, dores de parto, cólicas de rim, tratamentos de canal, chutes no saco da alma.

Cobrar que todos tenham controle? Com o tempo você entende que é impossível. Aparentemente isso contraria a minha teoria dos ‘dedos’, que escrevi anteriormente. Me perdoem, sou uma metamorfose ambulante. Também estou sob tortura.

Afinal de contas: Aqui só tem inocente...

Postagem inicial: Sexta-Feira, 17 de Julho de 2009

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...