Labels

terça-feira, 2 de março de 2010

Eu e os Testemunhas de Jeová - parte 1


“AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo”. – 1 João 4:1-3

Minha vida antes de ter um relacionamento com Jesus foi de muito envolvimento com as trevas, numa busca cega por algo que me completasse no mundo espiritual. Sentia um vazio muito grande e fui do catolicismo ao satanismo (não vou dar detalhes para não perder parte dos leitores) em minha busca pelo sagrado (como se houvesse diferença no conteúdo, mas tão somente na forma apresentada...).

Por esta mesma razão, quando me converti fui impelido pelo Espírito a tentar ganhar vidas que estavam envolvidas com as obras das trevas sem saberem nem darem conta do preço eterno que pagariam pois, como diz o Ricardo Gondim, "a mentira, quanto mais parecida com a verdade, mais perigosa se torna".

Busquei muita literatura apologética e comecei a me municiar. Adorava (ainda hoje eu to dentro...) um debate saudável, mesmo que as pessoas se irritassem com a exposição clara das escrituras que Deus e meus grandes companheiros apologetas me forneciam.

Um deles foi (e é) o grande pastor Paulo Romeiro, à época em que ele presidia o ICP (Instituto Cristão de Pesquisas) e autor - entre outros - dos livros "Super Crentes: O evangelho segundo Kenneth Hagin, Valnice Milhomens e os profetas da prosperidade", "Evangélicos em Crise: Decadência doutrinária na igreja" e "Decepcionados com a Graça: Esperanças e frustrações no Brasil neo-pentecostal", quando a sede do ICP ainda era no Centro de São Paulo, se não me engano na Barão de Itapetininga. Ia quase todos os dias lá encher os pacovás do pessoal, comprando apostilas e mais apostilas sobre as falhas teológicas das principais seitas e heresias conhecidas.

Uma que me chamou muito a atenção pela sutileza (nem tão sutil para nós que conhecemos a Verdade, mas para os incautos) foi aquela do pessoal que passa todo sábado de manhã na porta de sua casa vendendo “Despertai” (ô nomezinho propício este!!) e “Sentinela”: Os Testemunhas de Jeová”, que daqui para frente serão carinhosamente chamados de TJ (tê-jotas).

Eles “adoravam” vir ao meu portão, e eu adorava que eles viessem, pois ficava horas a fio com a Bíblia em mãos provando por “a + b” que eles viviam uma falácia. Discorria sobre Charles Taze Russel, o fundador da seita, sua frustração com o verdadeiro cristianismo, a criação de um ponto de vista distorcido das Escrituras, seu questionamento sobre a divindade de Jesus Cristo, seus falsos ensinos e previsões da vinda de Jesus que não se cumpriram.

Na grande maioria das vezes eu pegava uma dupla que sabia menos da própria doutrina deles do que eu! Eu tinha que falar várias vezes “peraí! Vocês não crêem desta maneira! Vocês crêem assim e assado"! Eles ficavam pê da vida comigo, a ponto de afirmarem que eu era um "desassociado", uma pessoa que foi TJ e expulso, sendo altamente "toxico" (me lembrei do finado peixinho da Jú, homônimo...) e evitado.

O tema “A segunda vinda de Jesus” em particular era muito gostoso de debater. Hoje não lembro exatamente quantas profetadas foram feitas por Russel sobre a segunda vinda de Jesus, tipo de marcar data e hora, reunindo toda a macacada e nada acontecer, gerando desconforto entre seus pobres seguidores. Cansado de marcar inúmeras datas em vão, ‘sabiamente’ o filho de nosferatu em pauta passou a pregar uma falácia, dizendo que na verdade Jesus tinha voltado sim, no ano de 1914, mas ninguém tinha visto, pois isso se dera no mundo espiritual.

Um belo sábado de manhã lá está eu, com os olhos cheios de ‘remela’ (os TJ’s tem este dom de te tirar da cama mas eu não gostava de perder a oportunidade) em um debate fervoroso. Eles perdiam a paciência comigo várias vezes e eu implorava para continuar o debate. Dizia que se eles estivessem com a verdade e eu estivesse enganado eles tinham o dever de salvar minha alma do engano em que eu vivia (eu era maldoso, rerê), citando Ezequiel 33 e o dever do atalaia como argumento.

Quando falei sobre as falsas profecias da segunda vinda, eles falaram que a mesma já havia acontecido no mundo espiritual. Meu versículo chave contra este argumento ridículo era Mateus 24:27 que diz claramente: “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e SE MOSTRA até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem”.

A dupla, que já estava irritada comigo, replicou:

“Você acha que um homem seria capaz de ver com seus próprios olhos a vinda de Jesus?”


Acharam que estavam apavorando com este argumento medíocre, mas...

O Espírito Santo me brecou, a cena congelou e Ele entrou em cena, falando comigo claramente:

“Use 1 João 4:1-3”

Respirei fundo e perguntei a eles:

“Peraí, vocês querem dizer então que o homem com seus próprios olhos não teria como ver Jesus em sua segunda vinda? Me diga então: Em sua PRIMEIRA vinda Ele esteve entre nós somente em Espírito - como vocês me dão a entender - ou em CARNE?”

Foi cinematográfico, surreal...

Eles simplesmente gritaram:

“CHEGAAAAAAA!!!! VAMOS EMBORA! ELE NUNCA VAI NOS OUVIR!”

Viraram as costas para mim e foram embora....

Preciso concluir com algo?

Não, mas mesmo assim o farei:

"Porque a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração". - Hebreus 4:12

**Hoje o pastor Paulo Romeiro está à frente do Ministério AGIR - Agência de Informações Religiosas. Vale o click!

Reações:

2 comentários:

  1. Eis que vem com as nuvens, e todo olho o verá, até mesmo aqueles que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele.

    Então, não tinha como passar desapercebido...
    Apocalipse 1:7

    (se for útil.....http://www.tiosam.net/Biblia/biblia.asp)

    ResponderExcluir
  2. Com certeza meu querido!

    Cara, a cena foi surreal. Sabe quando você "sente frio na espinha" por discernir o que aconteceu?

    Valeu pela visita, volte sempre e - entenda a brincadeira: "toma vergonha na cara e abre seu blog, você tem muita coisa pra falar, meu irmão!"

    Forte abraço!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...