Labels

segunda-feira, 1 de março de 2010

Me ensine a te amar...


Quando me converti, 16 anos atrás, não tinha noção exata do que seria ter uma relação pessoal com Jesus. Apenas sabia que era aquilo que eu precisava. Comecei então a frequentar a igreja e ler a Bíblia. Cada nova passagem me fazia sentir como se estivesse praticando mergulho, me encantando com toda beleza da natureza encontrada sob as águas. As profundezas do Sagrado...

Quando comecei o processo de viver o que lia, porém, me detive em um ponto prático que talvez possa parecer ridículo a muitos que lerão este texto mas que para mim foi muito difícil de lidar. Descobri que tínhamos que amar a Deus acima de todas as coisas. Textos como Deuteronômio 6:5 que diz “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças” me deixavam sem saber como ‘agir’. Como passar a amar alguém assim de repente? Ainda mais alguém que nunca tinha visto?

Fiquei confuso. Não sabia o que fazer. Inocentemente porém decidi fazer algo, sem saber ao certo se funcionaria. Coloquei o joelho no chão e falei a real para Deus:

“Deus, sempre te procurei em vários lugares e só agora te encontrei. Estamos começando nossa relação mas sou sincero: Não sei como te amar. Me ensina a te amar Senhor, em Nome de Jesus...”

Foi assim, simples.

Várias coisas aconteceram desde então. Fui ridicularizado em minha fé, passei muitas dificuldades, perdi muita coisa... Tive também vitórias. Em todos os momentos, porém, comecei a notar que não estava mais sozinho. Ele estava comigo.

Comecei a gostar da presença dEle ao meu lado. Comecei a respirá-lo, senti-lo, vivê-lo...

Ele foi se embrenhando em mim pois eu o convidei.

Hoje não tem como. Sem Ele não sou mais nada. Estou ‘perdidamente apaixonado’.

Ao falar isso quero dizer que tem orações que fazemos e que não são respondidas pois pedimos coisas que não serão de nenhuma utilidade para Deus. Mas quando pedimos o que está no coração dEle certamente obteremos resposta.

Reações:

2 comentários:

  1. Fala meu amigo! Desculpe-me a ausência de seu blog, ando sem acesso à blogs no escritório. Gostei de sua sinceridade ao relatar a dificuldade e o desejo de amar sinceramente a Deus. Certa vez disse a Deus "Pai, faz-me desejar querer fazer tua vontade, pois admito que às vezes eu não quero!" - o desejo foi mudando aos poucos... Fique na paz! Abraços

    ResponderExcluir
  2. Isso é muito louco né? E o mais legal de tudo é que Deus não é um 'alienado'.... Ele sabe de nossas limitações e chega junto quando damos espaço à Ele.

    É isso ai brother, keep walking!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...