Labels

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Será que se arrependeu mesmo? Hummm...


“Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós”. – Mateus 7:1-2

Para escrever o que sinto neste momento não vou procurar falar os nomes exatos das pessoas nem ser minucioso nas descrições dos fatos. Primeiro por estar sem paciência, segundo para não tornar o assunto enfadonho. Mesmo por que meu objetivo não é fazer julgamento das pessoas envolvidas, apresentando meu veredicto, mas de analisar o conceito de arrependimento e perdão.

Dois fatos me chamaram a atenção para escrever sobre isso: O do pastor (missionário, sei lá) que por anos mentiu sobre sua cura milagrosa (creio eu que de leucemia) e vários anos depois veio a público pedir perdão pelas centenas de milhares de pessoas que foram enganadas por seu falso testemunho.

Outro fato, mais complexo, é sobre um documentário que assisti ontem de um padre homossexual envolvido em pedofilia com os coroinhas da comunidade que ele liderava. Pelo pouco que entendi (estava com muito sono) o religioso foi descoberto e (não sei se antes ou depois) se arrependeu, colaborando com as investigações da CPI da pedofilia naquele sistema de delação premiada, onde poderia ter sua pena reduzida após condenado.

Ambos os casos são deprimentes. Milhares de vidas enganadas pelo pastor, levando muita gente a abandonar tratamento; dezenas, centenas (quem sabe milhares?) de jovens com traumas emocionais que os acompanharão por muito tempo caso não sejam tratados e, mesmo com tratamento e acompanhamento adequado, poderão gerar dentro de si monstros de perversidade imensuráveis, como com o dito padre que fora violentado com doze anos de idade, transviando sua opção sexual e alimentando sua conduta errada até ser descoberto.

O que ambos tem em comum?

Ambos vieram a público pedindo perdão de seus atos. Pediram perdão a Deus e aos homens por todo rastro de destruição deixado. Não questiono se o arrependimento foi sincero ou não, mas sou levado a crer que sim, pois desde então toda a sociedade caiu em cima, todo o alto clero religioso (digo no meio católico e principalmente evangélico) os fustigam com varas e açoites, utilizando-os como bode expiatório para alimentar as fogueiras da santa inquisição, novamente acesa e a todo vapor, consumindo, destruindo, oprimindo e amedrontando qualquer um que siga o caminho errado.

Minha inquietação é que, mesmo que o pedido de perdão tenha sido tardio, gerado por terem sido descobertos ou não, movidos por genuíno arrependimento ou não (somente Deus e eles sabem), vieram a público e se colocaram nús como vieram para serem expostos ao escárnio de todos.

O que tenho visto é que o meio cristão tem sido duro como os piores dos algozes, mesmo tendo ouvido o Mestre incentivar apenas aqueles que não tivessem nenhum pecado que atirassem a primeira pedra. A montanha formada sobre eles continua crescendo...

Entendam (se quiserem) que não estou colocando a mão no fogo por eles. Não estou falando que eles não erraram feio. Apenas tenho temor e tremor perante Deus, sua misericórdia e juízo. Não estou falando que eles estão certos. Estou falando que tomaram as atitudes certas pedindo perdão e (aparentemente) aguentando as consequências da justiça dos homens. Não interessa se tardiamente, talvez pelo peso das cobranças, da condenação eminente.

E mesmo que seja! Pelo que conheço da Palavra de Deus, só não haveria tempo suficiente para arrependimento se tivessem mortos! Pediram perdão, se esporam, se humilharam, perderam a credibilidade e a confiança de todos!

Mas não, somos super santos e apenas aceitamos pedido de perdão para determinados tipos de pecado! Pedofilia é pecadão. Mentirinha não é nada demais, mas nunca tive relação sexual com uma criança! Então eu vou pro céu, mas eles vão pro inferno. Nunca matei, mas eles mataram. Tá certo que já vi gente passando fome e neguei a eles pagar um simples pão com manteiga. Despedi o faminto com um vai com Deus, sem saber se este conseguiu comer algo antes de morrer. Mas eu não sou um assassino. Assassino é aquele que mata matado por ação, não por omissão, né?

Nunca roubei mas eles roubaram. Tá certo que já fiz algumas pequenas falcatruas, menti no dízimo, tal. Mas nunca meti uma arma na cabeça de alguém e levei o pagamento suado de um cidadão!

Não, não. Somos santos né? Separados, imaculados. Falo como “nós” mas me “incluo fora dessa”, sem um pingo de dúvida quanto a minha posição perante este assunto.

Sou pecador, dependo 100% da Graça e misericórdia do Senhor. Se Hittler tivesse pedido perdão antes de morrer (se matou né...), se Judas tivesse pedido perdão ao Mestre antes de morrer (se matou também...), será que vocês teriam prazer em encontrá-los caminhando ao seu lado pelas ruas de ouro? Dariam a paz do senhor pro irmão “pecador de pecadão” da mesma forma que para seu irmãozinho “pecador de pecadinho”?

E aquele cara lá que morreu na cruz ao lado de Jesus, convicto pelas palavras do Mestre que naquele dia mesmo estaria com Ele no Paraíso? E ai meu irmão?

Para mim, ver o pior dos pecadores perdoado somente glorifica no Nome daquele que pagou o alto preço que não seríamos capazes de pagar com nosso próprio sangue.

Alerto: Tome cuidado. Jesus vai usar a mesma ferramenta que você usa aqui na terra para te avaliar quando chegar sua hora.

Reações:

2 comentários:

  1. Faço um estudo bíblico com jovens da minha igreja todo domingo antes do culto da noite...e ontem estávamos lendo exatamente esse versículo... pensei em escrever sobre ele, conversei com um amigo sobre isso à noite mas seu texto já falou por mim... vou linkar no meu blog...

    nosso debate girou em torno do "julgar" e do "ajudar o irmão a enxergar o erro e mudar sua atitude". A linha é tênue e só mesmo o Espírito Santo de DEUS para nos guiar nessa tarefa... sou cercada de pessoas que fazem coisas muito erradas aos olhos de DEUS, mas quem sou eu para julgar??? Até pq tb já fiz muita coisa errada e graças a DEUS conheci A Verdade... e as maiores lembranças que tenho das pessoas que me evangelizaram foi exatamente o fato de nenhuma delas ter me tacado pedras, e sim, me amado e me ensinado A Palavra...

    Em tempo: meu batismo será no dia 23/05, às 19h. Ficarei muito feliz com a sua presença e de sua esposa... se vocë quiser e puder ir, me mande seu email para que eu passe o endereço da minha igreja...

    Boa semana com JESUS !!!!!

    Bjs
    Dalva

    ResponderExcluir
  2. oi querida!

    passa pra mim o endereço da Igreja por email, para que eu possa ver se vou conseguir ir... Como você sabe, sou um paulistano ainda meio perdido nesta "cidade maravilhosa"... rsrs

    superjotasan@gmail.com

    Tks!

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...