Labels

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Liberdade de Deus agir ou "eficiência" da teologia da prosperidade? Meu breve testemunho...


Eu sou meio dialético. Por mais que eu saiba que a famigerada teologia da prosperidade (t.p.) é uma armadilha infernal para tirar o foco de nossa fé em Deus, também já fui abençoado por Deus, mesmo estando no meio desta coisa.

Pode parecer coincidência, mas houveram situações claras em que um pastor pediu oferta, eu dei 'tudo' o que tinha e, NO DIA SEGUINTE, meus superiores me chamaram para conversar, elogiaram meu trabalho, disseram que gostariam de fazer muito mais por mim mas no momento poderiam apenas me oferecer um reajuste salarial que, na prática, era o valor exato de minha oferta dada no dia anterior!

Como já devo ter falado em algum texto meu, uma vez, na Igreja Betesda do pastor Ricardo Gondim (que é totalmente contra a t.p.), estava tendo uma conferência missionária e havia um pastor de Moçambique (creio eu) chamado Mario Bata. O Ric ao final do culto explicou a situação da igreja de lá e fez um segundo pedido de oferta para abençoá-los.

Eu estava desempregado, com 10 reais no bolso. O Espírito Santo tocou em meu coração falando "dê tudo".

Relutei, pois era o dinheiro para passar até o fim da outra semana (a coisa tava feia naquele tempo). Deus falava "DÊ", eu negociava; Ele falava "DÊ" e eu morrendo de medo expus minhas razões, dizendo que estava desempregado e precisava daquele dinheiro, ao que o Espírito falou de uma maneira tão clara que tive a impressão que toda a igreja ouviu:

"DÊ TODO O SEU DINHEIRO POR QUE NESTA SEMANA QUE COMEÇA EU ABRIREI UMA PORTA DE EMPREGO PARA VOCÊ!!!"

Foi nítido e claro. Gelei, olhei para minha mulher, peguei um envelope e coloquei o dinheiro dentro. Ela perguntou "o quê você vai fazer? Só temos estes 10 reais!"

Dentro de mim eu sabia daquilo e queria se convencido por ela, mas ao falar o que havia acabado de ouvir do Espírito Santo, ela disse: "Se Deus falou, então dê, eu creio". Me surpreendi com a reação dela. Para mim foi mais um ‘amém’. Então dei a ‘grande’ oferta (pois, afinal de contas, era tudo o que eu tinha no bolso) e voltamos para casa.

Segunda feira de manhã. O telefone começou a tocar. Neste dia, 5 EMPRESAS me chamaram para fazer entrevista! Dentre as empresas, pude escolher onde quis trabalhar e desde então, cada vez que decidi sair de um emprego o fiz já com outro engatilhado. Até minha vinda para o Rio de Janeiro foi coberta por Deus, estando trabalhando em uma empresa e já recebendo salário da que me contratou no Rio.

Como está escrito em Filipenses 4.10-13: "Ora, muito me regozijo no Senhor por terdes finalmente renovado o vosso cuidado para comigo; do qual na verdade andáveis lembrados, mas vos faltava oportunidade. Não digo isto por causa de necessidade, porque já aprendi a contentar-me com as circunstâncias em que me encontre. Sei passar falta, e sei também ter abundância; em toda maneira e em todas as coisas estou experimentado, tanto em ter fartura, como em passar fome; tanto em ter abundância, como em padecer necessidade. Posso todas as coisas naquele que me fortalece".

Por mais paradoxal que possa parecer, quero que fique bem claro que de minha parte sou totalmente contra a teologia da prosperidade. Abomino o tosquiar de ovelhas feitas pelos pastores mal intencionados. Faço coro ao amado pastor Paulo Romeiro que diz em relação à teologia da prosperidade: "Não tenho nada contra a prosperidade, e sim contra a teologia". O que muitos aparentemente não sabem é que a motivação do coração é que é vista por Deus. E minha motivação sempre foi amar e adorar a este Deus maravilhoso.

O que eu creio firmemente é que há momentos sim, ENTRE VOCÊ E DEUS, que Ele fala claramente ao seu coração, pedindo que você dê um (odeio esta expressão) 'um passo de fé' e se jogue confiantemente nos braços do Pai, entregando tudo a Ele. O problema, o ‘xis’ da questão é que estes pastores banalizaram a coisa, e isso tudo não obedece a uma regra. Acontece quando Deus quer, e no tempo dEle. Não adianta tentar seguir “os dez passos para a benção financeira”. Não vai funcionar. Acontece em nossas vidas apenas pela vontade dEle.

Não posso deixar de testemunhar isso, pois aconteceu comigo. Sirvo a Deus por quem Ele é. Amo a Deus por quem Ele é. Encontro constantemente adversidades em meu caminho, mas continuo firme com Ele, por quem Ele é. Pode acontecer de eu ficar desempregado amanhã, mas continuo firme, pois sei que Ele está no controle de tudo. Tudo posso naquele que me fortalece.

Reações:

15 comentários:

  1. Caríssimo João, meu 'pastor' predileto!

    Assim como você, eu também de-tes-to a famigerada teologia da prosperidade. Tenho nojo dessa coisa toda! Todavia, uma coisa é certa: Deus perscruta o coração. Diz a Palavra que Ele 'sonda os corações buscando aqueles que Lhe servem verdadeiramente'.

    Tudo se resume nisso mesmo: motivação. Quanto ao "dar", é a mesma coisa: quando se dá sem esperar receber em troca, genuinamente, Deus pode tranquilamente recompensar o justo. Creio firmemente que Ele quer de nós verdadeira dependência d'Ele. Ao entregar os 10 reais, dando ouvidos ao clamor do ES, Deus recebeu a oferta como bela oferenda, e aroma suave.

    Que Ele continue abençoando-o hoje e sempre! E a todos os que O amam.

    Ricardo.

    ResponderExcluir
  2. Então, abençoar um missionário ou dar tudo o que tem no bolso, não é a pregação da teologia da prosperidade, é postura de viuva que deu o que tinha e foi exemplo para os demias, conforme o que Jesus ensinou. Na verdade o que a TP diz é que vc dando vai receber e sua oferta é o que move a mão de deus.Ai meu amigo, já não sei a que deus nos referimos.
    Ter um coração voluntarioso é algo tipico do servo.


    abraços e abraços

    ResponderExcluir
  3. Tô ligado mina, rsrs

    Aquele dia foi muito claro, eu e Deus... A resposta foi imediata! Além do mais foi na Betesda, com o Gondim. Lá vendilhão não sobe no púlpito nem que a vaca tussa!

    Já na outra, dos apostolos, já fui induzido a triplicar uma oferta que era somente TUDO que eu tinha na conta corrente. Detalhe: Trabalhava no banco e o cheque obviamente voltou...

    Tomei na Zorba, direitinho!

    ResponderExcluir
  4. Ricardo, meu irmão!

    Naquela época mal sabia discernir a mão direita da mão esquerda, mas era muito sincero com Deus. Daí para as coisas acontecerem...

    Abraço forte!

    JC

    ResponderExcluir
  5. JC, meu pastor,

    Isso que vc tá falando não tem nada a ver com a t.p.m. (m é por minha conta e fica por conta da imaginação rss)

    Veja só a diferença nesse seu belo testemunho, pois uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. E vice-versa rss

    Mas é sério, isso! E pra não ficar repetitiva, assino embaixo do que falou o Ricardo e também a Dri.

    Deus te abençõe mais e mais ( não com coisas rss)

    R.

    p.s.: Ia passando ontem, fim de tarde, em frente a uma oficina de carros onde tinha um carrão tipo camioneta com os dizeres garrafais "Essa foi apenas mais uma das bênçãos que Deus me deu".

    Daí eu li em voz alta e comentei com meu filho que dirigia:

    - Eu só imagino a raiva que o pobre lascado deve ter desse deus...

    ResponderExcluir
  6. Com coisas também, não 'custa nada'... rererê!!!

    Quanto a estes adesivos... só por Deus! São um tapa na cara dos 'menos amados' por este deuzinho de m... (este deve ser o seu ême lá de cima... rerê!!!)

    Deixa eu parar, estou no veneno hoje!

    ResponderExcluir
  7. Rapaz...

    Dinheiro não traz felicidade, me dê o seu e seja feliz rss

    bj

    R.

    ResponderExcluir
  8. Como diria o Falcão, "dinheiro não é tudo mas é 100%!

    Anota aí: Banco Itaú, Agência 2971, Cc: 16477-3

    Invista no meu reino!!!

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que tu és o chefe espiritual da seita santo dai-me não sei que lá ah ah ah

    ResponderExcluir
  10. Mas essa t.p.m. está presente em todas as denominações, em todos os templos, em todas as celebrações religiosas, umas de forma mais branda e sutil, em outras de forma mais agressiva e escancarada e em outras mais, em forma de assalto à mão armada (armada de bíblia preta enooooorme que dá medo rss)

    Sério, poxa, é só se ligar nos passos litúrgicos...

    Não conto quantos "últimos dez reais da semana" tirei da carteira por livre e espontânea pressão
    psicológica. E é porque já curada de tanta neurose e em igreja considerada séria e transparente.

    Poizé, meu irmão...

    Roubando um título de texto de CF, e usando a meu bel prazer rss a gente tem que se ligar na "bênção da sanidade mínima" senão essas doideiras se alojam pra valer nas nossas mentes que lutam por lucidez diariamente.

    Xô correr senão vão me pegar pra Cristo :P

    ResponderExcluir
  11. Corre não bispa, o que querem contigo eu quero em dobro. Se vier pra cima o bicho vai pegar!!!!

    ResponderExcluir
  12. Todo mundo pode abrir igreja, tem até franquia da "níver". pq eu não posso abrir a minha e passar a sacolinha????

    ResponderExcluir

Anônimo, eu não sei quem é você, mas o Senhor te conhece muito bem. Sendo assim, pense duas vezes antes de utilizar este espaço LIVRE (poderia bloquear comentários de anônimos mas não o faço por convicção pessoal e direção espiritual) antes de ofender quem quer que seja. Estou aberto para discutimos idéias sem agredir NINGUÉM ok? - Na dúvida, leia mil vezes Romanos 14, até ficar encharcado com a Verdade sobre este assunto...